Por: Fábio Rocha/Itatiaia BH

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Em dois tempos distintos, o Atlético desperdiçou a oportunidade de sair da Argentina com a vitória no jogo de ida das semifinais da Copa Sul-Americana. Após um primeiro tempo regular, em que não criou muito, mas conseguiu segurar o ímpeto do Colón e ainda abriu o placar em um lance curioso, o Galo voltou desligado para a etapa final, levou a virada e perdeu por 2 a 1, nesta quinta-feira, no estádio ‘Cemitério dos Elefantes’, em Santa Fe.

Chará marcou primeiro para o Atlético aos 36 minutos da etapa inicial. Após passe errado de Elias para a área do Colón, o colombiano pressionou o zagueiro Ortiz, que tentou afastar dando um chutão para o lado, mas a bola pegou no pé do camisa 8 do Galo e entrou no cantinho. Mas, na etapa final, Morelo e Rodríguez viraram para os donos da casa.

Com na Sul-Americana existe o gol qualificado como visitante, o Atlético precisará de uma vitória simples por 1 a 0 no duelo de volta, na próxima quinta-feira, às 21h30, no Mineirão, para avançar à final. Caso seja vazado, o Galo terá que ganhar por dois de vantagem (3 a 1, 4 a 2 e assim por diante).

Já o Colón joga pelo empate ou até derrota por um de diferença (desde que marque dois ou mais gols) para se classificar. Triunfo do Galo por 2 a 1 leva a decisão para os pênaltis.

Na decisão, que será disputada em jogo único dia 9 de novembro em Assunção (Paraguai), o vencedor de Atlético x Colón pegará o ganhador de Corinthians e Independiente del Valle. No jogo de ida, em Itaquera, os equatorianos venceram por 2 a 0 e deixaram encaminhada a classificação, já que podem perder por até um gol de diferença em casa para garantirem a vaga na final.

Mas antes do confronto decisivo contra os argentinos, o Atlético tem pela frente o Campeonato Brasileiro, onde vem de cinco derrotas seguidas e precisa voltar a vencer. Na próxima segunda-feira, às 20h, o time alvinegro visita o lanterna Avaí, na Ressacada, no fechamento da 20ª rodada.

O jogo

Em um primeiro tempo bem disputado, as duas equipes pouco produziram. Apesar de não criar jogadas ofensivas, o time alvinegro conseguiu neutralizar as investidas do Colón e ainda abriu o placar aos 36 minutos em um gol ‘achado’.

Elias recebeu na entrada da área e tentou o passe para Chará, mas errou. Na tentativa de dar um chutão para o lado para afastar o perigo, o zagueiro Ortiz foi pressionado pelo colombiano do Galo, que deixou o pé na frente. A bola explodiu nele e entrou no canto.

Na etapa final, o Atlético voltou mais desligado e aceitou a pressão inicial dos donos da casa. Antes do primeiro minuto, Vigo tentou cruzar, mas a bola foi direto para o gol e raspou o travessão antes de sair.

A pressão argentina continuou e o gol de empate do Colón saiu aos seis. Após cobrança de escanteio, Escobar desviou na primeira trave e Morelo chegou de carrinho por trás dos jogadores do Atlético.

Depois de empatar, a equipe mandante seguiu no campo de ataque em busca do gol da virada, enquanto o Atlético fez o que pôde para se segurar na defesa nos dez minutos seguintes.

Após o sufoco, o Galo chegou com perigo em uma bomba de fora da área de Vinícius que o goleiro caiu no canto para espalmar. Mas o time alvinegro parou por aí e foi castigado pela má atuação na etapa final.

Aos 40, Morelo levantou na área, Chará subiu torto e não cortou, Zuqui dominou e cruzou rasteiro próximo à pequena área para Rodríguez, livre de marcação, finalizar para as redes.

Colón 2 x 1 Atlético

Colón: Burián; Vigo, Ortiz, Olivera e Escobar (Bernardi); Aliendro, Lértora, Zuqui e Estigarribia; Rodríguez (Chancalay) e Morelo. Técnico: Pablo Lavallén

Atlético: Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Zé Welison, Elias, Cazares (Otero), Vinícius (Nathan) e Chará; Di Santo (Alerrandro). Técnico: Rodrigo Santana

Motivo: 1º jogo – semifinais da Copa Sul-Americana
Data: 19 de setembro de 2019, quinta-feira, às 21h30
Local: Estádio Brigadier General Estanislao López ‘Cemitério dos Elefantes’, em Santa Fe (Argentina)

Gols: Chará (36’/1º), Morelo (6’/2º), Rodríguez (40’/2º)

Cartão Amarelo: Di Santo (Atlético); Vigo (Colón)

Árbitro: Alexis Herrera (VEN)
Auxiliares: Carlos López (VEN) e Luis Murillo (VEN)
VAR: Nicolás Gallo (COL)

Compartilhar via: