Times se enfrentam nesta terça-feira (9), às 21h30, pela 35ª rodada da Série B

No primeiro turno, o Cruzeiro venceu o Brusque fora de casa, por 1 a 0. | Fota: Divulgação / Brusque

O Cruzeiro enfrenta o Brusque nesta terça-feira (9), às 21h30, com o objetivo de sacramentar a permanência na Série B. O confronto, válido pela 35ª rodada, marca ainda o retorno do time celeste ao Mineirão, após cinco jogos atuando como mandante no Independência.

Com 43 pontos e ocupando a 12ª posição na tabela, o time do técnico Vanderlei Luxemburgo possui apenas 0,78% de chances de descenso para a terceira divisão. A vitória da última rodada, diante do Londrina, foi essencial para afastar o Cruzeiro da parte de baixo da tabela. Agora, a equipe celeste busca mais três pontos para encerrar qualquer probabilidade de queda.

Do outro lado, o Brusque vive situação delicada. A equipe catarinense ocupa o 16º lugar, com os mesmos 38 pontos do Londrina, primeiro time dentro do Z-4. Na última rodada, o Brusque perdeu por 3 a 2 para o Confiança, outro clube que também luta contra o rebaixamento.

Luxa reencontra primeiro time que enfrentou 

No turno, o Cruzeiro venceu o Brusque por 1 a 0, no estádio Augusto Bauer, na estreia do técnico Luxemburgo no comando da Raposa. Ao todo, foram 19 jogos com o treinador até aqui, com sete vitórias, nove empates e três derrotas, um aproveitamento de 52,63%.

Retorno ao Mineirão

Após quase três meses, o Cruzeiro volta a jogar no Mineirão e busca melhorar o seu aproveitamento dentro de casa.  No Gigante da Pampulha, foram oito jogos, com quatro empates, duas derrotas e duas vitórias.

Na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, foram dois jogos, com uma vitória e um empate. E no Independência foram sete jogos, com uma vitória, quatro empates e duas derrotas.

O confronto entre Cruzeiro e Brusque no Mineirão receberá 35 mil torcedores, o maior público do clube desde que estreou na Série B, em 2020. No último jogo da Raposa no Gigante da Pampulha, contra o Confiança, foram 4.324 pagantes.

Limitação de público frustra China Azul

A expectativa inicial do Cruzeiro, ao mudar a partida para o Mineirão, era poder contar com a capacidade máximo do estádio. Para isso, a diretoria diminuiu o preço dos ingressos e convocou toda a torcida.

No entanto, somente 35 mil bilhetes foram comercializados para o jogo, o que deixou o torcedor celeste frustrado. A justificativa para a limitação de público, mesmo com o Gigante da Pampulha tendo capacidade de receber número bem superior de pessoas, é pela limitação da operação do evento.

“Não temos hoje uma massa de efetivo de pessoas para trabalhar, capaz de fazer duas operações de jogos seguidos, na terça e na quarta-feira. Por isso que temos limite de operação no jogo de terça-feira. A ideia é que a gente consiga iniciar um recrutamento”, explicou Samuel Lloyd, em entrevista à Itatiaia. 

Cruzeiro tem reforço na defesa e Brusque conta com volta de artilheiro

Para o jogo contra os catarinenses, a Raposa terá a volta do zagueiro Léo Santos, que cumpriu suspensão contra o Londrina, na última rodada. No ataque, o Cruzeiro não terá Marcelo Moreno, que está com a seleção da Bolívia nas Eliminatórias da Copa. Bruno José, com dores no tornozelo direito, ainda é dúvida.

Já o Brusque terá um retorno importante no setor ofensivo. O atacante Dudu, artilheiro da Série B com 16 gols, está recuperado de um problema muscular e volta ao time.

FICHA DO JOGO

CRUZEIRO

Fábio; Rômulo, Eduardo Brock, Léo Santos e Felipe Augusto; Adriano, Lucas Ventura e Giovanni; Vitor Leque, Wellington Nem e Thiago. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

BRUSQUE

Ruan Carneiro; Toty, Ianson, Éverton Alemão 1e Airton; Rodolfo, Zé Mateus, Fellipe Soutto e Jhon Cley; Maurício Garcez e Edu. Técnico: Waguinho Dias

Motivo: 35ª rodada – Série B do Campeonato Brasileiro

Por Nathália Fiuza, Rede Itatiaia 

Compartilhar via: