Foto: Bruno Cantini/Atlético

O empresário Eduardo Uram, um dos agentes mais influentes do futebol brasileiro, acionou o Atlético na Justiça. O profissional cobra R$ 1.505.465,12 do clube pelo pagamento de comissões pelas intermediações nas contratações do meia Diego Souza junto ao Palmeiras (junho de 2010) e do atacante Denílson, que estava no Granada-ESP (em junho de 2018), e das renovações dos contratos do técnico Cuca (no fim de 2012) e do zagueiro Réver (em maio de 2013).

A ação foi movida pela Brazil Soccer Sports Management Ltda, de propriedade de Eduardo Uram, e está dividida em dois valores: R$ 655.494,57 pelas intermediações de Cuca, Réver e Diego Souza e outros R$ 849.970,55 pelas negociações na contratação de Denílson. A informação, publicada inicialmente pelo jornal Hoje Em Dia, foi confirmada pela Itatiaia, que teve acesso ao processo judicial.

Eduardo Uram explica na ação que firmou um contrato com o Atlético no dia 16 de agosto de 2016 em que o clube se comprometeu a pagar R$ 2.150.000,00 divididos em 48 parcelas iguais de R$ 44.791,67 cada, com vencimento a primeira em 10/02/2017.

No entanto, o clube alvinegro honrou os compromissos até março deste ano, quando venceu a 38ª parcela. Assim, as dez últimas não foram quitadas. Agora, a Brazil Soccer cobra a dívida restante acrescida de correção pelo IGPM-FGV, multa de 5%, juros de 1% ao mês entre a data do vencimento da primeira parcela (10/02/2017) e a data de vencimento de cada uma das seguintes, totalizando R$ 655.494,57.

No dia 24 de março de 2019, Eduardo Uram e Atlético fizeram um novo compromisso pela contratação do atacante Denilson, onde o Galo se comprometeu a pagar à Brazil Soccer a quantia de R$ 779.669,28 em 36 vezes iguais, sendo a primeira parcela vencendo em 20/04/2019. Mas, segundo Uram, nenhuma foi paga.

Assim, o empresário cobra a dívida acrescida de multa de 5%, e juros de 1% ao mês, além de correção monetária pelo índice oficial estatal: INPC/IBGE. O total chega a R$ 849.970,55.

Além dos débitos, Eduardo Uram pede para o Atlético pagar as custas e despesas processuais, assim como dos honorários advocatícios.

Para ter garantia de que irá receber, Uram pede ainda o bloqueio das cotas de TV que o Galo tem direito.

Compartilhar via: