Foto: Bruno Cantini/ Atlético

Em meio à paralisação dos jogos e treinamentos por causa da pandemia do coronavírus, o diretor de futebol do Atlético, Alexandre Mattos, segue em contato com empresários e representantes de jogadores que não estão nos planos do técnico Jorge Sampaoli.

Com mais de 30 atletas no elenco, e apenas o restante do Estadual e Campeonato Brasileiro pela frente, o clube deseja realizar ajustes que possibilitarão a chegada de reforços.

Conforme já noticiado pela Itatiaia, pelo menos cinco nomes estão na lista dos que não permanecerão: os atacantes Di Santo e Ricardo Oliveira, os volantes Zé Welison e Ramón Martínez, e o lateral-esquerdo Lucas Hernández.

O meia Cazares tem situação incerta. Apesar de agradar Sampaoli, o técnico deixou claro que não quer no elenco jogadores que não estejam com a cabeça no clube. O equatoriano tem vínculo com o Atlético até o fim deste ano e já poderá assinar pré-contrato com outra equipe nos próximos meses, caso não renove.

Reforços 

A diretoria emitiu nesta semana uma nota oficial dizendo que o momento é de drástica redução de receitas. “Descabe sequer cogitar novos investimentos em atletas ou em outros setores neste período de força maior.”

Contudo, repercutiu na imprensa argentina possível interesso do clube no centroavante Adolfo Gaich, do San Lonrenzo. Uma proposta de 5 milhões de dólares por 50% dos direitos econômicos teria sido feita pelo alvinegro, mas foi rejeitada.

(Itatiaia BH) 

 

Compartilhar via: