Foto: Pixabay

O preço da carne, que está nas alturas, não deve baixar nem mesmo para as festas de fim de ano. Com a alta demanda, encarecimento na produção e dólar alto, a tendência é que os patamares de preços permaneçam dessa forma. Fatores que explicam a elevação do preço da carne no país não vão se alterar até o fim do ano. Aliás, a própria demanda do fim do ano por causa do período festivo vai ajudar a manter o preço no patamar que já está no momento.

A avaliação é do zootecnista e analista de agronegócios da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) Walisson Lara. “Os fatores que explicam isso é justamente oferta e demanda. Oferta muito reprimida, um elevado custo de produção que o produtor está tendo. No entanto o Auxílio Emergencial corroborou com esse incremento no consumo. O segundo fator que explica o valor são as exportações que tem acompanhado principalmente China, Hong Kong, um aquecimento muito forte nas importações dessas carnes oriundas do Brasil, no entanto a desvalorização do real frente ao dólar favorece ainda mais a pujança dessas exportações para aqueles países. Também o período festivo historicamente a população está mais capitalizado com o 13º.”

(Alessandra Mendes/Itatiaia BH) 

Compartilhar via: