Coelho levou 2 a 0 no Independência e caiu nas semifinais do torneio

Foto: RODNEY COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O América lutou, mas não conseguiu fazer história mais uma vez na Copa do Brasil e caiu para o Palmeiras nas semifinais. Após desperdiçar boas chances de abrir o placar no início do segundo tempo, o Coelho viu o adversário ser mais efetivo, marcar dois gols e vencer por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Independência, pelo duelo de volta. Como houve empate por 1 a 1 no confronto de ida, no Allianz Parque, o time paulista avançou à final.

A equipe do técnico Lisca jogava por uma vitória simples para se classificar para a decisão da Copa do Brasil pela primeira vez na história. E o time teve chances para pular na frente no placar – a principal com Juninho, que recebeu de frente para o gol e chutou para fora aos 12 minutos do segundo tempo –, mas finalizou mal e foi castigado logo depois com o gol do Palmeiras marcado por Luiz Adriano aos 23. No fim da partida, o time paulista fez o segundo e sepultou qualquer chance de reação do Coelho.

Além da vaga na final, o Palmeiras já garantiu pelo menos R$ 22 milhões, premiação destinada ao vice-campeão. O time que conquistar a taça irá receber R$ 54 milhões e entrará na fase de grupos da Copa Libertadores de 2021.

Na final, o Palmeiras enfrentará o Grêmio, que eliminou o São Paulo. Os jogos serão disputados nos dias 3 e 10 de fevereiro. O sorteio dos mandos de campo será realizado em 14 de janeiro (quinta-feira), às 11h30, na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Apesar da eliminação, o América teve uma campanha histórica na Copa do Brasil. Além de acumular mais de R$ 17 milhões em premiação, a equipe eliminou Santos-AP, Operário-PR, Ferroviária-SP, Ponte Preta e os gigantes Corinthians e Internacional antes de chegar à semifinal pela primeira vez em sua história. Até então, o máximo que o Coelho havia alcançado no torneio era as oitavas de final.

Agora, o América volta as atenções para a Série B do Campeonato Brasileiro, onde ocupa a vice-liderança e está praticamente garantido na Primeira Divisão em 2021. No próximo sábado (2), o Coelho visita o Guarani, às 21h, no Brinco de Ouro, em Campinas, pela 32ª rodada.

Primeiro tempo muito ruim

Os primeiros 45 minutos no Independência não teve emoção. Com os dois times bastante cautelosos, o jogo ficou truncado e com pouquíssimas oportunidades no ataque de cada equipe.

América e Palmeiras mais se estudavam em campo do que tentavam produzir jogadas em busca do gol.

O Coelho tinha menos posse de bola e, quando iniciava a saída para o ataque, errava passes no meio-campo. Do outro lado, o time paulista se mostrava pouco efetivo para penetrar na defesa adversária e levar perigo ao gol de Matheus Cavichioli.

América cria chances, desperdiça e é castigado

As equipes voltaram para o segundo tempo mais determinadas a marcar o gol para evitar levar a decisão da vaga para a disputa por pênaltis.

E o América deu as cartas primeiro com três ataques seguidos no intervalo de três minutos. Aos 10, Felipe Augusto avançou pelo meio e chutou de fora da área para a defesa de Weverton.

Depois, Ademir disparou pelo lado direito, puxou para o meio e bateu no canto, mas a bola passou rente à trave. Na sequência, Juninho recebeu cruzamento próximo à marca do pênalti, de frente para o gol, mas pegou mal na bola e mandou para fora.

Vendo a situação ruim do time em campo, o técnico Abel Ferreira promoveu três mudanças no Palmeiras ao mesmo tempo: Patrick de Paula, Lucas Lima e Gustavo Scarpa entraram na partida e melhoraram a equipe paulista.

O Palmeiras demorou um pouco para responder aos ataques do América, porém foi mais efetivo e abriu o placar aos 23 minutos com Luiz Adriano. O centroavante recebeu a bola da direita, avançou e, antes de entrar na área, deu um “tapa” rasteiro no canto de Cavichioli, que se esticou todo, mas não pôde evitar o gol.

Após levar o gol quando era melhor na partida, o América caiu de rendimento. O Coelho não conseguia encaixar mais nenhum ataque perigoso e ainda viu o Palmeiras marcar o segundo no fim do jogo.

Em falta na lateral da grande área, Lucas Lima colocou na cabeça de Mayke. O goleiro Matheus Cavichioli fez grande defesa, mas, no rebote, Rony deu um peixinho e mandou para o fundo das redes, garantindo a vaga do Verdão na final da Copa do Brasil e acabando com o sonho americano de fazer história mais uma vez no torneio.

América 0 x 2 Palmeiras

América: Matheus Cavichioli; Daniel Borges (Marcelo Toscano), Messias, Anderson e Sávio; Flávio (Zé Ricardo), Juninho e Alê (Calyson); Geovane (Felipe Augusto), Ademir e Rodolfo (Vitão). Técnico: Lisca

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Danilo, Gabriel Menino (Patrick de Paula) e Raphael Veiga (Lucas Lima); Willian (Gustavo Scarpa), Rony e Luiz Adriano (Mayke). Técnico: Abel Ferreira

Motivo: jogo de volta – semifinal – Copa do Brasil
Data e horário: quarta-feira, 30 de dezembro de 2020, às 21h30
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Luiz Adriano (23’/2º), Rony (39’/2º)

Cartão Amarelo: Gustavo Gómez, Lucas Lima (Palmeiras); Daniel Borges (América)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Árbitro de vídeo (VAR): Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Fábio Rocha, Itatiaia BH

Compartilhar via: