TIMÓTEO CLIMA

Rodrigo Caetano no Vasco? Confira o cenário do diretor de futebol no Atlético

Foto: Pedro Souza | Atlético

No Rio de Janeiro, o assunto é o interesse da 777 Partners no diretor de futebol Rodrigo Caetano, do Atlético. O grupo norte-americano finaliza os últimos detalhes para a compra de 70% das ações da SAF do Vasco por R$ 700 milhões e deseja ter um executivo logo após a aquisição da equipe de São Januário. Mas qual é a situação do dirigente no Galo?

De acordo com informações apuradas pela Itatiaia, a diretoria do Atlético ainda não procurou Rodrigo Caetano para renovar o contrato, que termina no fim deste ano. No entanto, é pouco provável que o executivo deixe o clube alvinegro antes de dezembro.

Sem considerar a multa rescisória para sair do Atlético, Rodrigo Caetano costuma ser ético nos clubes onde trabalha e não quebra o contrato no meio. Um exemplo é o próprio Galo. No fim de 2018, a diretoria atleticana tentou tirá-lo do Internacional, mas o executivo cumpriu o vínculo que iria até dezembro de 2019. O diretor chegou a renovar com o Colorado por mais um ano e permaneceu no Beira-Rio até o término da temporada 2020, quando se transferiu para a equipe alvinegra, onde está desde janeiro de 2021.

O grupo 777 Partners sabe que existe multa para Rodrigo Caetano sair do Atlético antes de dezembro, de acordo com informações do GE.com. Contudo, a ideia dos norte-americanos é ter um diretor de futebol à frente do Vasco logo após a conclusão da compra do clube, prevista para ocorrer entre junho e julho, quando os sócios devem se reunir para apreciar a oferta.

Rodrigo Caetano tem duas passagens pelo Vasco. A primeira foi de 2009 a 2011, quando montou os elencos que faturaram os títulos da Série B (2009) e da Copa do Brasil (2011). Na segunda gestão, em 2014, o executivo ajudou o Cruzmaltino novamente a obter o acesso para a Primeira Divisão.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Desenvolvido por Vale Telecom