TIMÓTEO CLIMA

Atlético e América fazem o 14º clássico estadual na Copa Libertadores

Na primeira fase do Campeonato Mineiro deste ano, Atlético venceu por 2 a 0, no Horto. | Foto: Pedro Souza / Atlético

Atlético e América disputam nesta quarta-feira (13), às 21h, no Mineirão, o 14º confronto estadual na Copa Libertadores – o primeiro do futebol mineiro no torneio. A partida é válida pela segunda rodada do grupo D da competição de clubes da América do Sul.

A história dos confrontos regionais começa há quase cinco décadas. Em 30 de março de 1974, o São Paulo (vice-campeão brasileiro de 1973) encarou o Palmeiras, bicampeão nacional do ano anterior, e balançou as redes duas vezes contra o adversário. A partida disputada no Morumbi abria o grupo 2 da Libertadores e registrou apenas 9.462 pagantes.

Esse duelo pela fase de grupos do torneio em 1974 foi o primeiro dos cinco que são-paulinos e palmeirenses disputaram na Libertadores. Os outros quatro aconteceram nas fases de mata-mata – três nas oitavas e um nas quartas.

O Tricolor levou a melhor nos confrontos pelas oitavas, disputados em 1994, 2005 e 2006. O último encontro entre as duas equipes aconteceu nas quartas da Libertadores de 2021 e o Porco avançou às semifinais – o Palmeiras, aliás, foi bicampeão em sequência do torneio.

A história dos clássicos estaduais brasileiros na Copa Libertadores é quase limitada a confrontos envolvendo os quatro grandes do futebol paulista, pois aconteceram entre eles 11 dos 13 confrontos.

Santos e São Paulo 

O único clássico entre os gigantes paulistas que nunca foi disputado na competição é o Sansão, que envolve Santos e São Paulo. O de maior rivalidade, entre Palmeiras e Corinthians, foi jogado três vezes. Corinthians e Santos e São Paulo e Corinthians aconteceram uma vez, cada.

O único clássico estadual a decidir a Libertadores aconteceu também entre clubes de São Paulo. A edição de 2020 teve o Palmeiras batendo o Santos por 1 a 0 com gol de Breno Lopes em partida única disputada no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Dos quatro grandes centros do futebol brasileiro, Minas Gerais é o último a ter um clássico no torneio. O Rio de Janeiro teve Fluminense e Vasco jogando na fase de grupos de 1985, ano seguinte à decisão entre eles no Brasileirão vencida pelo Tricolor das Laranjeiras.

Os gaúchos tiveram o GreNal na fase de grupos da edição de 2020. O primeiro clássico entre eles, em 12 de março, na Arena do Grêmio, terminou empatado por 0 a 0, mas com oito expulsões, fruto de uma partida marcada pela rivalidade entre tricolores e colorados.

ATLÉTICO X AMÉRICA 

Atlético: Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair, Nacho e Zaracho; Keno e Hulk. Técnico: Antonio Mohamed

América: Jailson; Patric, Germán Conti (Éder), Iago Maidana e Marlon; Juninho, Lucas Kal e Alê; Everaldo, Pedrinho e Paulinho Bóia (Juninho Valoura). Técnico: Vagner Mancini

Motivo: 2ª rodada da fase de grupos da Libertadores
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: quarta-feira, 13 de abril de 2022

Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Auxiliares: Ezequiel Brailovsky (ARG) e Sebastián Ranieri (ARG)

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Desenvolvido por Vale Telecom