TIMÓTEO CLIMA

Libertadores: América sai na frente, mas Galo empata no fim com gol irregular

Foto: Pedro Souza / Atlético

Tudo igual no primeiro clássico mineiro na Copa Libertadores. Atlético e América ficaram no 1 a 1, nesta quarta-feira, no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo D da Copa Libertadores. Apesar do maior domínio do Galo, o Coelho saiu na frente no placar com Felipe Azevedo. O time alvinegro empatou nos minutos finais na ‘lei do ex’ com Ademir.

No entanto, o gol do Atlético foi irregular. No momento do lançamento de Mariano para a área, Ademir estava em posição irregular antes de finalizar para as redes. Mas como não há árbitro de vídeo (VAR) na fase de grupos da Libertadores, o lance foi validado pelo trio de arbitragem argentino liderado por Patricio Loustau.

Na estreia do técnico Vagner Mancini, o América foi bem em sua estratégia de ficar atrás e sair apenas no contra-ataque para somar o primeiro ponto no Grupo D da Libertadores.

Com o empate, o Atlético desperdiçou a chance de somar a segunda vitória na chave e viu a sequência de nove triunfos consecutivos na temporada ser interrompido.

O jogo 

Para a partida, o Galo contou com os retornos de Mariano, Godin, Jair, Zaracho, Nacho e Vargas, que tinham sido poupados diante do Internacional, na estreia no Brasileirão. Já o Coelho teve a volta de Eder na zaga ao lado de Maidana e de Zé Ricardo no lugar de Lucas Kal no meio-campo.

Preso na forte marcação do América, o Atlético pouco criou no primeiro tempo, apesar do maior volume de jogo. A equipe alvinegra teve mais de 75% de posse de bola e finalizou 13 vezes contra apenas um chute do América, que se utilizava da estratégia de ficar atrás e tentar sair no contra-ataque.

O Galo chegou ao ataque principalmente pelos lados e em chutes de longe, mas levou mais perigo quando trocou passes perto da área. Em jogada pela direita, Mariano cruzou rasteiro e encontrou Nacho, de frente para o gol. O argentino bateu colocado, mas a bola explodiu em Maidana e saiu.

Zaracho chegou a balançar as redes para o Atlético, mas foi flagrado em impedimento e o gol foi anulado.

No início da etapa final, Arana acertou uma bomba de fora da área e obrigou Jailson a saltar no ângulo para salvar o América.

O América precisava de apenas um contragolpe. E foi o que aconteceu. Aos cinco minutos, após o Atlético desperdiçar mais um ataque, a bola sobrou no meio-campo e Felipe Azevedo passou por Godin e depois por Jair na velocidade. O atacante americano chegou até o bico da grande área e acertou um belo chute cruzado no ângulo abrindo o placar para o Coelho no Mineirão. Foi apenas a segunda finalização do Coelho no jogo.

Depois de levar o gol, o Atlético colocou Savarino e Ademir em campo e aumentou a pressão. Jair teve a chance de empatar ao receber passe de cabeça na pequena área, mas testar por cima do gol.

Hulk chegou a empatar o jogo, mas estava em posição irregular. Segundo gol anulado do Galo na partida. Na jogada, o zagueiro Eder ficou com a perna presa no gramado e deixou o campo na maca.

Depois de muito pressionar, o Atlético empatou aos 39 minutos. E foi na ‘lei do ex’. Mariano cruzou na área, Ademir dominou e mandou para as redes. O atacante atleticano estava impedido, mas como não há VAR na fase de grupos da Libertadores, a arbitragem não conseguiu ver a irregularidade e validou o gol alvinegro.

No fechamento do turno do Grupo D da Libertadores, o Atlético visita o Independiente del Valle, em Guayaquil, no dia 26 de abril (terça-feira), às 21h30. No outro jogo, o América recebe o Tolima-COL, na Arena Independência, em 27 de abril (quarta-feira), às 19h.

ATLÉTICO 1 x 1 AMÉRICA  

Atlético: Everson; Mariano, Nathan Silva (Alonso), Godin e Arana; Allan, Jair (Sasha), Zaracho (Savarino) e Nacho; Vargas (Ademir) e Hulk. Técnico: Antonio Mohamed

América: Jailson; Patric, Iago Maidana, Eder e Marlon (João Paulo); Zé Ricardo (Conti), Juninho e Alê; Felipe Azevedo (Pedrinho), Paulinho Boia (Carlos Alberto) e Everaldo (Juninho Valoura). Técnico: Vagner Mancini

Motivo: 2ª rodada da fase de grupos da Libertadores
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: quarta-feira, 13 de abril de 2022

Gols: Felipe Azevedo (5’/2º), Ademir (39’/2º)

Cartão Amarelo: Nathan Silva (Atlético); Marlon (América)

Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Auxiliares: Ezequiel Brailovsky (ARG) e Sebastián Ranieri (ARG)

Público: 37.321
Renda: R$ 2.150.741,27

 

 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Desenvolvido por Vale Telecom