Por: Itatiaia BH/Agência Estado

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Com um golaço de falta de Thiago Neves, o Cruzeiro foi ao Pacaembu e empatou por 1 a 1 com o São Paulo, na tarde deste domingo, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O gol dos donos da casa foi marcado por Alexandre Pato. No jogo entre um time que jogava em casa, diante de uma torcida que mais protestou do que apoiou e que acaba de ser eliminado da Copa do Brasil, contra outro que não ganha há cinco jogos e tenta deixar as últimas posições no Brasileirão, o resultado não foi bom para nenhum dos lados.

Logo aos 14 minutos, Reinaldo avançou com a bola e deu passe para Pato que, livre na meia-lua, invadiu a área e bateu no canto direito de Fábio, para abrir o placar e dar um calma momentânea aos poucos torcedores presentes no Pacaembu. Além de Pato, quem brilhou na primeira parte do jogo foi o gole

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou decidido a buscar o empate e pressionou o São Paulo até conseguir o seu gol. Aos 8 minutos, o árbitro consultou o VAR para analisar um suposto pênalti cometido por Anderson Martins, que teria cortado um chute de Romero com o braço, mas após consultar o vídeo, o jogo seguiu normalmente.

Até que aos 22 minutos o Cruzeiro conseguiu o seu objetivo e com direito a um golaço. Hudson fez falta na frente da área, Thiago Neves acertou uma bela cobrança de falta e deixou tudo igual no Pacaembu. Três minutos depois David teve a chance de virar ao sair cara a cara com Volpi, mas o goleiro conseguiu tirar a bola dos pés dos cruzeirense.

E o tempo ia passando e as duas equipes claramente ansiosas para conseguir mais um gol. Após ser pressionado cerca de 25 minutos pressionado, o São Paulo conseguiu passar do meio de campo, mas deu pouco trabalho para Fábio. No outro lado, o Cruzeiro tinha dificuldade em criar oportunidades de gol, mas teve uma grande chance aos 52, com Egídio chutando e Volpi mais uma vez salvando o time. Ao final do jogo, a torcida tricolor voltou a protestar contra o time e seus dirigentes.

Com o resultado o Cruzeiro está em 15º lugar com sete pontos. Já o São Paulo está em 7º com 12. Na próxima rodada o Cruzeiro recebe o Corinthians, no Mineirão, às 19h, dia 8 de junho. Antes disso, o time celeste decide vaga na Copa do Brasil com o Fluminense, no Mineirão, às 19h15.

Antes de a bola rolar, a torcida são-paulina mais uma vez protestou contra dirigentes e jogadores, como aconteceu no sábado, quando eles foram à porta do CT do clube. E novamente os alvos foram o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o diretor executivo de futebol, Raí. Além deles, também foram xingados alguns atletas. Reinaldo, Nenê, Jucilei e Hudson foram os mais hostilizados. O técnico Cuca foi poupado das cobranças.

“Muito respeito com a camisa tricolor”, “time de pipoqueiro” e “vamos jogar bola” foram alguns dos gritos entoados pelos são-paulinos. Durante o jogo, os torcedores presentes no Tobogã, onde fica a Torcida Independente, também protestaram, enquanto o restante do estádio apoiou o time.

São Paulo 1 x 1 Cruzeiro 

São Paulo: Tiago Volpi; Hudson (Igor Vinícius), Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê e Hernanes (Igor Gomes); Vitor Bueno (Marcos Calazans), Alexandre Pato e Toró. Técnico Cuca

Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Lucas Silva), Robinho, Thiago Neves (David), Marquinhos Gabriel e Fred (Sassá). Técnico Mano Menezes

Motivo: 7ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 2 de junho de 2019, domingo, às 16h
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo

Gol: Alexandre Pato (14’/1ºT); Thiago Neves (22’/2ºT)
Cartão Amarelo: Robinho, Thiago Neves e Ariel Cabral (Cruzeiro); Tchê chê e Marcos Calazans (São Paulo
Cartão Vemelho: Igor Vinícius

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC) FIFA
Auxiliares: Kleber Lúcio Gil (SC) – FIFA e Thiago Americano Labes (SC)
Árbitro de vídeo: Heber Roberto Lopes (SC).

Público pagante: 7.853
Renda: R$ 297.639,00

 
Compartilhar via: