Foto: Bruno Cantini / Agência Galo

A era Jorge Sampaoli no Atlético começou com vitória, surpresas na escalação e problemas antigos do time. Com gols do contestado Di Santo, do venezuelano Savarino e do lateral Guilherme Arana (expulso na etapa final), o Atlético venceu o Villa Nova por 3 a 1 em confronto da nona rodada do Campeonato Mineiro disputado na noite deste sábado no Alçapão do Bonfim, que teve arquibancadas vazias em razão das medidas para conter o avanço do coronavírus. Zé Eduardo marcou para os donos da casa.

Com a vitória, o Atlético chegou a 18 pontos e subiu para a segunda posição provisória, já que o América visita o Patrocinense neste domingo. O líder é o Tombense, com 20. Já o Villa continua seu calvário contra o rebaixamento. Soma apenas quatro pontos, no 10º lugar. Na próxima rodada, o Galo terá o clássico contra o América. Já o Leão do Bonfim visitará o Uberlândia. Os dois jogos estão marcados para domingo (22).

A principal novidade na equipe titular foi a mudança no esquema tático, com dois centroavantes natos centralizados. Com isso, Hyoran e Savarino tratavam de fazer as jogadas pelos lados. O treinador também promoveu a entrada do goleiro Rafael. Com pouco tempo de trabalho, o time mostrou dificuldade e foi lento na maior parte do primeiro tempo. Na etapa final, se soltou mais, ampliou e desperdiçou um pênalti cobrado por Ricardo Oliveira.

Com as surpresas de Di Santo e Ricardo Oliveira no comando do ataque, o Atlético abriu o placar logo no primeiro minuto. Nathan recebeu passe de Hyoran dentro da área, perdeu o ângulo e rolou para Di Santo marcar.

Parecia que o Atlético desencantaria com vantagem inicial, mas o time voltou a apresentar muitos erros de passes e de saída de bola. No entanto, o Villa não soube aproveitar os vacilos do Atlético e foi castigado no fim.

Em uma das poucas vezes que conseguiu ser rápido, o Atlético acertou contra-ataque com a participação de Di Santo, Ricardo Oliveira e  Hyoran, que concluiu para gol. Vilar espalmou no travessão, mas a bola sobrou para Savarino acertar voleio: 2 a 0, aos 42 minutos da etapa final.

Etapa final 

O Atlético voltou melhor para o segundo tempo e ampliou o placar  aos 11 minutos com o lateral Guilherme Arana, que aproveitou assistência de Nathan. Nas cordas, o Villa se esforçava, mas o Atlético era melhor e teve a chance de fazer o terceiro. O goleiro Vilar defendeu pênalti que ele mesmo cometeu em Ricardo Oliveira, que bateu fraco.

O Villa conseguiu diminuir aos 25 minutos, com Zé Eduardo após vacilo coletivo da defesa alvinegra.

O gol não foi suficiente para tirar o controle da partida do Atlético, que ainda teve o lateral esquerdo Guilherme Arana expulso. O time teve chances para ampliar, mas desperdiçou. A principal delas com Nathan. Ele recebeu passe de Marquinhos e ficou de frente para o goleiro, mas preferiu tocar e acabou travado por Rodolfo Mol.

FICHA TÉCNICA
VILLA NOVA 1 x 3 ATLÉTICO
Competição: Campeonato Mineiro
Rodada:
Data: 14/03/2020
Gols: Di Santo (1’/1ºT), Savarino (42’/1ºT), Guilherme Arana (11’/2ºT), Zé Eduardo (25’/2ºT)
Estádio: Castor Cifuentes
Cidade: Nova Lima (MG)
Cartões amarelos: Gabriel (Atlético); Ricardo Vilar; Sabino, Moisés Baiano (Villa Nova)
Cartão vermelho: Guilherme Arana (Atlético)
Villa Nova
Ricardo Vilar; Sabino, Rodolfo Mol, Wellington Reis, Iury, Augusto Recife, Diogo Oliveira (Pinguim), Moisés Baiano, Laércio, Leandro Cearense (Zé Eduardo) e Paulo Henrique (David Cunha).
Técnico: Badico.
Atlético
Rafael; Guga, Igor Rabello, Gabriel, Guilherme Arana, Allan, Nathan, Hyoran, Savarino (Fábio Santos), Ricardo Oliveira (Marquinhos) e Di Santo (Réver).
Técnico: Jorge Sampaoli.
(Itatiaia BH/Jefferson Rocha)
Compartilhar via: