Por: Itatiaia BH

Foto: Pixabay

Começa a valer nesta sexta-feira a lista nacional de bloqueio de telemarketing. A plataforma, chamada de Não Perturbe, passou a receber inscrições de consumidores há um mês e tem o objetivo de limitar ligações indesejadas de empresas de telefonia, internet e TV a cabo. Desde a implementação, o programa já recebeu 1,6 milhão de adesões, segundo a Anatel.

A cabeleireira Joana Dark é uma das consumidoras que se diz incomodada com ligações. Ela revela ter recebido telefonema até de madrugada. “A gente pensa que é alguma coisa importante, algo com a família, e de repente é uma ligação de telemarketing. Espero que pare”.

O jornalista Daniel Torres destaca que recebe ligações que considera incômodas não apenas dos serviços cobertos pelo programa. ”Serviços bancários, de seguros. No meu trabalho, por exemplo, eu recebo, semanalmente, uma ligação oferecendo uma pílula para emagrecer. Tem gente que recebe proposta de seguro funerário. É uma diversidade de ofertas e que a gente não tem o registro de onde vem a ligação, não tendo como bloquear e sair da lista.”

“A gente acaba mudando o nosso estilo de vida, não atendendo um número desconhecido, porque a gente já imagina que são essas ligações, mas de repente pode ser alguma informação importante, uma oportunidade de trabalho”, completa.

Para o Instituto Brasileiro de Defesa ao Consumidor, a crítica de Daniel é pertinente. O órgão admite a falha no programa em não contemplar ligações de outros setores e destaca que o ideal seria o consumidor receber telefonemas apenas se ele autorizasse, explicitamente, o serviço.

OUÇA NA ÍNTEGRA A REPORTAGEM DA ITATIAIA BH:

 

Compartilhar via: