Por: Itatiaia BH

Foto: Flamengo

O Cruzeiro anunciou na tarde desta sexta-feira Abel Braga, de 67 anos, como novo técnico, com contrato até o fim de 2020. Ele substituirá Rogério Ceni, demitido na tarde dessa quinta (26). O vice-presidente de futebol do clube, Itair Machado, afirmou que o treinador chegará a Belo Horizonte neste sábado.

Abel Braga estava sem clube desde que foi demitido do Flamengo, no fim de maio. Será a terceira vez dele em Minas, pois foi jogador da Raposa na década de 80 e treinou o Atlético em 2001.

Os principais títulos conquistados como técnico foram a Copa Libertadores e o Mundial de Clubes com o Inter, em 2006, e o Campeonato Brasileiro com o Fluminense, em 2012.

O primeiro técnico procurado para substituir Rogério foi Dorival Júnior, mas ele afirmou que não pode aceitar nenhum convite neste momento, pois passará por uma cirurgia no início de outubro. O segundo foi Felipão. O empresário dele, Jorge Machado, declarou que a tendência é o treinador ir para o futebol chinês.

Ficha do técnico

Nome: Abel Carlos da Silva Braga

Idade: 67 anos

Clubes: Goytacaz-RJ (1985), Rio Ave-POR (1985-1986), Vitória (1986), Galícia-BA (1987), Botafogo (1987), Santa Cruz (1987-1988), Internacional (1988-1989), Famalicão-POR (1989-1991), Belenenses-POR (1991-1994), Vitória de Setúbal-POR (1994-1995), Vasco (1995), Internacional (1995), Athletico-PR (1997-1998), Bahia (1998), Coritiba (1999), Paraná (1999-2000), Vasco (2000), Olympique de Marseille-FRA (2000-2001), Atlético (2001), Botafogo (2001-2002), Athletico-PR (2002), Internacional (2003), Ponte Preta (2003), Flamengo (2004), Fluminense (2005), Internacional (2006-2007), Al-Jazira-EAU (2008-2011), Fluminense (2011-2013), Internacional (2014), Al-Jazira-EAU (2015-2016), Fluminense (2017-2018), Flamengo (2019), Cruzeiro (desde 09/2019)

Títulos: Mundial de Clubes (2006), Copa Libertadores (2006), Campeonato Brasileiro (2012), Campeonato Emiradense (2010-11), Copa do Presidente EAU (2010-11), Etisalat Cup EAU (2010), Campeonato Pernambucano (1987), Campeonato Paranaense (1998, 1999), Copa Paraná (1998), Taça Guanabara (2000, 2004, 2012, 2017), Taça Rio (2005, 2018, 2019), Campeonato Carioca (2004, 2005, 2012, 2019), Campeonato Gaúcho (2008, 2014), Copa Dubai (2008)

Saída de Rogério

A permanência de Rogério Ceni era insustentável após desentendimento entre o treinador e parte dos jogadores depois do empate em 0 a 0 com o Ceará, na noite dessa quarta (25). Em reunião com diretoria na tarde de quinta, o comandante foi demitido.

Ele foi anunciado no dia 11 de agosto e abriu mão de um trabalho seguro no Fortaleza, especialmente, de olho na possibilidade de conquistar a Copa do Brasil. Não conseguiu e se viu em meio a um barril de pólvora administrativo. Ele deixa a Raposa em 16ª lugar na competição, com 19 pontos.

Atraso de salário, problemas com medalhões do elenco e cobrança da torcida contra a diretoria refletiram nas quatro linhas. Em oito partidas no comando da Raposa, Ceni conquistou duas vitórias, dois empates e sofreu quatro derrotas.

O último capítulo ocorreu após o empate com o Ceará, com o comandante abandonando o vestiário após o zagueiro Dedé defender a escalação de Thiago Neves, preterido pelo treinador na partida.

 
Compartilhar via: