Por: Itatiaia BH

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

A má fase do Cruzeiro parece não ter fim e o time passará a parada para a disputa da Copa América com a cabeça inchada. Sem vencer há oito jogos, a Raposa jogou mal mais uma vez e completou a nona partida de jejum nesta quarta-feira ao perder por 2 a 1 para o Fortaleza, na Arena Castelão, pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. É o pior início do clube na era dos pontos corridos.

Além do desempenho ruim como visitante – time conquistou apenas um ponto longe de Belo Horizonte no Brasileirão –, o Cruzeiro vive o pior momento na temporada. Já são seis jogos sem vencer no Brasileirão, dois na Copa do Brasil e um na Libertadores. A última vitória ocorreu há mais de um mês, no dia 5 de maio, quando venceu o Goiás por 2 a 1, no Mineirão.

Com a derrota, o Cruzeiro caiu para a 15º colocação, com oito pontos, e pode terminar a nona rodada na zona de rebaixamento. Basta um empate entre Chapecoense e Fluminense, que se enfrentam na Arena Condá nesta quinta-feira. A vitória de um deles aliada à um triunfo do Vasco sobre o Ceará, no Rio de Janeiro, também coloca a Raposa no Z4.

O jogo

André Luís abriu o placar para os donos da casa, logo aos três minutos de jogo. Após cruzamento, o atacante do Fortaleza se antecipou a Léo e cabeceou no contrapé de Fábio.

O time celeste reagiu rápido e empatou aos 10 minutos. Sassá recebeu na entrada da área, girou sobre o marcador e, mesmo escorregando na hora da finalização, conseguiu mandar a bola no canto.

No entanto, o gol não deu tranquilidade ao Cruzeiro, que não se encontrava em campo. Desorganizado, o time celeste era ineficiente no ataque e frágil na defesa proporcionando chances para o Fortaleza. Aos 16 minutos, a equipe cearense mandou uma bola na trave em cabeçada de Nathan.

Com mais posse de bola, o Fortaleza se mandou para o ataque e chegou ao segundo gol no fim do primeiro tempo novamente com André Luís. O atacante aproveitou cruzamento de Juninho na segunda trave e, livre de marcação, só teve o trabalho de desviar de cabeça no canto, sem chances para Fábio.

O Cruzeiro ficou com um jogador a mais em campo a partir dos 19 minutos da etapa final, após a expulsão do zagueiro Nathan. Com a superioridade numérica, a Raposa passou a pressionar em busca do empate, mas parou em boas defesas do goleiro Felipe Alves.

Agora, o Cruzeiro contará com a pausa de quase um mês para a disputa da Copa América no Brasil para tentar recuperar o futebol do início da temporada. Os jogadores terão 11 dias de folga e voltam aos treinamentos no dia 24 de junho visando ao clássico contra o Atlético, pré-agendado para 10 de julho, no Mineirão, pelo duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. A equipe celeste voltará a atuar pelo Brasileirão contra o Botafogo no fim de semana dos dias 13 e 14 de julho, em Belo Horizonte.

Fortaleza 2 x 1 Cruzeiro

Fortaleza: Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Nathan e Carlinhos; Felipe e Juninho; Dodô, Romarinho (Derley) e Marcinho (Matheus Alessandro); André Luís (Tinga). Técnico: Rogério Ceni

Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Léo, Dedé e Dodô (Marquinhos Gabriel); Henrique, Ariel Cabral (Jadson), Robinho, Thiago Neves e Pedro Rocha; Sassá (Raniel). Técnico: Mano Menezes

Motivo: 9ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 12 de junho de 2019, quarta-feira, às 21h
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Gols: André Luís (3’/1º, 46’/1º), Sassá (10’/1º)

Cartão Amarelo: Léo, Dodô, Ariel Cabral, Dedé, Robinho, Lucas Romero (Cruzeiro); Nathan (Fortaleza)
Cartão Vermelho: Nathan (Fortaleza)

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Alex dos Santos (SC) e Eder Alexandre (SC)
VAR: Rafael Traci (SC)

 
Compartilhar via: