Com a vitória, Raposa respira na Série B, enquanto o Coelho vê a liderança mais longe

 

De cabeça, Manoel marcou o segundo gol do Cruzeiro que garantiu a vitória no Horto (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

 

No dia em que Minas Gerais completou 300 anos de existência, América e Cruzeiro fizeram o último clássico estadual da década no Independência, na noite desta quarta-feira. Com polêmicas da arbitragem, a Raposa levou a melhor e venceu o Coelho por 2 a 1, no duelo válido pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Rafael Sobis e Manoel marcaram os gols do time celeste, enquanto Anderson diminuiu para a equipe alviverde.

Com o resultado, o Cruzeiro respira na luta contra o rebaixamento. O time celeste subiu para o 15º lugar, com 31 pontos. Já o América, que não perdia há cinco jogos (eram duas vitórias e três empates), segue na vice-liderança da Série B, com 44, porém a distância para a líder Chapecoense subiu para seis pontos.

As polêmicas da partida envolveram as decisões do árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva. Logo aos três minutos de jogo, o América reclamou de um pênalti, após a bola pegar na mão do volante Adriano dentro da área do Cruzeiro depois do chute de Rodolfo. No entanto, o clube celeste também argumenta que antes houve uma falta em Manoel.

Nove minutos depois, Dewson marcou pênalti para o Cruzeiro, depois que Pottker caiu na área em disputa de bola com Manoel. Os jogadores do América reclamaram muito e o técnico Lisca acabou expulso, após Sobis converter a cobrança e colocar a Raposa na frente no placar. Na saída para o intervalo, o treinador americano bateu palmas de forma irônica para o árbitro dizendo “parabéns”.

Nos primeiros segundos da etapa final, o Cruzeiro também reclamou de um pênalti. Pouco antes de Manoel marcar o segundo gol da Raposa, de cabeça, após cobrança de escanteio, o time celeste pediu uma falta em Adriano, que teria sido empurrado. No entanto, Dewson mandou o jogo seguir.

Na próxima rodada, o América vai enfrentar o CSA, sábado, às 18h30, no estádio Rei Pelé. Também no sábado, mas às 21h, o Cruzeiro recebe o Brasil de Pelotas, no Mineirão.

América 1 x 2 Cruzeiro

América: Matheus Cavichioli; Diego Ferreira (Daniel Borges), Messias, Anderson e João Paulo; Flávio (Marcelo Toscano), Juninho (Felipe Augusto) e Alê; Ademir, Felipe Azevedo (Calyson) e Rodolfo (Léo Passos). Técnico: Lisca

Cruzeiro: Fábio; Raúl Cáceres, Manoel, Ramon e Matheus Pereira; Adriano, Jadsom Silva e Filipe Machado; Pottker (Arthur Caíke), Airton e Rafael Sobis (Thiago). Técnico: Luiz Felipe Scolari

Motivo: 25ª rodada – Série B do Campeonato Brasileiro
Data: 2 de dezembro de 2020, quarta-feira, às 21h30
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Rafael Sobis (pênalti – 13’/1º), Manoel (2’/2º), Anderson (15’/2º)

Cartão Amarelo: Rafael Sobis, Matheus Pereira, Airton, Jadsom Silva, Manoel (Cruzeiro); Juninho, Rodolfo, Léo Passos (América)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Márcio Gleidson Correia Dias (PA) e Hélcio Araújo Neves (PA)

 

Fonte: Rede Itatiaia
Compartilhar via: