Em jogo fraco no Mineirão, time celeste conseguiu ganhar com gol solitário de Bruno José

Bruno José marcou o único gol da Raposa em jogo fraco tecnicamente no Mineirão (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Mesmo sem apresentar evolução em relação aos últimos três jogos em que havia perdido, o Cruzeiro conseguiu encerrar a sequência negativa na temporada e venceu a Juazeirense por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Mineirão, pelo duelo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Apresentando lentidão e falta de criatividade, a Raposa teve muitas dificuldades para superar a marcação da equipe baiana, que se mostrou bastante limitada tecnicamente, porém bem organizada em campo.

Em jogo com raras chances de gol, o Cruzeiro venceu graças ao atacante Bruno José, que aproveitou cruzamento de Guilherme Bissoli aos 18 minutos do segundo tempo e estufou as redes colocando a Raposa em vantagem por uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Com a vitória magra, a equipe celeste jogará pelo empate na partida da volta para avançar às oitavas de final. Já a Juazeirense precisará vencer por dois gols de vantagem para se classificar. Triunfo dos baianos por um de diferença leva a decisão para os pênaltis. O confronto está marcado para a outra quarta-feira (9), às 19h, no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro (BA).

Mas antes de voltar a enfrentar a Juazeirense na próxima semana, o Cruzeiro terá um compromisso pela segunda rodada da Série B do Brasileirão. No domingo, às 18h15, a Raposa encara o CRB, no Mineirão, em busca dos primeiros pontos na competição.

O jogo

Com Bissoli no comando de ataque, o Cruzeiro começou a partida realizando uma blitze no campo da Juazeirense tentando marcar o gol o mais rápido possível para desestruturar a marcação do adversário.

Logo nos segundos iniciais, Bissoli teve a primeira chance do Cruzeiro em uma cabeçada que passou perto do gol. Mas a pressão celeste durou pouco tempo e o time ficou encaixotado na marcação da equipe baiana rapidamente.

Aos poucos, a Juazeirense encontrava mais facilidade até para atacar aproveitando os vacilos do Cruzeiro. O time baiano levou perigo em chutes de Tony Galego e em uma cobrança de falta de Lucena em que Fábio desviou para escanteio.

Lento em campo e sem criatividade, o Cruzeiro era facilmente marcado e não conseguia ameaçar a meta defendida por Rodrigo Calaça. Para piorar, a Raposa estava mal na defesa e dava espaços para os ataques do adversário.

Como o time celeste não engrenava, a Juazeirense se assanhava. Clebson aproveitou rebote e acertou um lindo chute de primeira de fora da área. A bola entraria no ângulo, mas Fábio saltou para evitar o gol.

Clebson teve outra oportunidade em contra-ataque puxado por Kesley. O atacante recebeu livre na meia-lua, mas bateu para fora.

O jogo seguia ruim na etapa final até que Bruno José apareceu. Aos 17 minutos, o atacante dominou no peito na área e tentou uma bicicleta, mas a bola passou por cima.

No minuto seguinte, Bruno José abriu o placar para a Raposa. Bissoli apareceu pela esquerda e cruzou na segunda trave encontrando o atacante da camisa 16, que chegou de carrinho para empurrar para as redes.

Depois, pouca coisa aconteceu na partida, assim como foi durante quase todo o duelo. Para o Cruzeiro, valeu pelo resultado.

Cruzeiro 1 x 0 Juazeirense

Cruzeiro: Fábio; Cáceres (Klebinho), Weverton, Ramon e Matheus Pereira (Kaiki); Matheus Neris; Rômulo (Matheus Barbosa), Airton, Bruno José (Stênio) e Rafael Sobis (Felipe Augusto); Guilherme Bissoli. Técnico: Felipe Conceição

Juazeirense: Rodrigo Calaça; Guilherme Lucena, Mineiro, Eduardo e Daniel (Ian Augusto); Waguinho, Sapé (Waldir) e Patrik; Clebson (Kanu), Kesley (Thauan) e Tony Galego (Martín Rivas). Técnico: Carlos Rabello

Motivo: jogo de ida – 3ª fase da Copa do Brasil
Data: 3 de junho de 2021, quinta-feira, às 16h30
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Gol: Bruno José (18’/2º)

Cartão Amarelo: Patrik, Kesley, Eduardo, Tony Galego, Guilherme Lucena, Mineiro (Juazeirense); Rômulo, Matheus Pereira, Stênio (Cruzeiro)

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Auxiliares: Fábio Pereira (TO) e Natal da Silva Ramos Júnior (TO)

 

Fonte: Rede Itatiaia

Compartilhar via: