A vitória fez a Raposa subir para a 13ª posição, com 47 pontos

Foi a primeira vitória da Raposa desde a volta ao Independência (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

 

O Cruzeiro confirmou, nesta quarta-feira, a permanência na Série B do Campeonato Brasileiro e já pode começar a planejar a temporada 2021. Precisando apenas de um empate para eliminar o risco de rebaixamento para a Série C, o time celeste fez mais do que isso e venceu o Operário-PR por 2 a 1, no Independência, pela 36ª rodada.

A vitória fez a Raposa subir para a 13ª posição, com 47 pontos, oito a mais que o Figueirense, primeiro time na zona do rebaixamento, faltando apenas duas rodadas para o fim da Série B.

Um empate já garantia o Cruzeiro na Segunda Divisão, pois a diferença para a equipe catarinense seria de seis pontos, mas o time celeste tem mais vitórias e ficaria à frente no critério de desempate.

Já pelo lado do Operário o resultado foi péssimo. A equipe ainda sonhava com o acesso, mas com a derrota caiu para a nona posição, com 51 pontos, cinco atrás do CSA, primeiro clube do G4.

Foi a primeira vitória da Raposa desde a volta ao Independência. Desde que passou a mandar as partidas no estádio do Horto, no dia 15 de dezembro do ano passado, o time celeste acumulava dois empates (1 a 1 com CSA e 0 a 0 com Cuiabá) e uma derrota (0 a 1 para o Oeste).

Em um vacilo do Operário, o Cruzeiro aproveitou para abrir o placar com Rafael Sobis, aos 31 minutos do primeiro tempo. Após saída errada do time paranaense, Manoel cabeceou forte do meio-campo para o ataque, o zagueiro errou o corte pelo alto e a bola sobrou limpa para o camisa 23 celeste, que avançou aplicou um chapéu no goleiro e completou para as redes de cabeça. Um golaço!

O Operário chegou ao empate aos nove minutos do segundo tempo, em uma bomba de Ricardo Bueno de fora da área. A bola iria para fora, mas desviou na cabeça de Manoel que tentava tirar e entrou no cantinho.

Três minutos depois, o Operário balançou as redes do Cruzeiro novamente, com Pedro Ken, mas o árbitro anulou o gol alegando que o atacante cometeu falta em Machado antes de receber a bola na área para cabecear.

A Raposa marcou o segundo com Pottker. Depois de um belo lançamento de Manoel, o atacante recebeu em velocidade, dominou no peito invadindo a área e tocou na saída do goleiro.

Na penúltima rodada da Série B, o Cruzeiro enfrentará o Náutico, no domingo, às 16h, no Independência. Já o Operário recebe a Chapecoense na segunda-feira, às 17h, no Germano Krüger.

 

Cruzeiro 2 x 1 Operário

Cruzeiro: Fábio; Cáceres, Manoel, Ramon e Matheus Pereira; Adriano e Filipe Machado (Cacá); Airton, Giovanni (Jadson) e William Pottker; Rafael Sobis (Welinton). Técnico: Luiz Felipe Scolari

Operário: Martín Rodríguez; Alex Silva, Reniê, Ricardo Silva e Fabiano; Leandro Vilela (Schumacher), Pedro Ken (Thomaz) e Marcelo; Jean Carlo, Ricardo Bueno e Rafael Oller (Maranhão). Técnico: Matheus Costa

Motivo: 36ª rodada – Série B do Campeonato Brasileiro
Data: 20 de janeiro de 2021, quarta-feira, às 21h30
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Rafael Sobis (31’/1º), Ricardo Bueno (9’/2º), William Pottker (30’/2º)

Cartão Amarelo: Filipe Machado (Cruzeiro); Ricardo Bueno, Reniê, Pedro Ken, Jean Carlo, Leandro Vilela, Alex Silva (Operário)

Cartão Vermelho: Jorge Jiménez (no banco de reservas do Operário)

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (PB)
Auxiliares: Clovis Amaral da Silva (PE) e Thiago Gomes Magalhães (RJ)

 

Fonte: Rede Itatiaia

Compartilhar via: