TIMÓTEO CLIMA

Dois pacientes da Santa Casa de BH morrem durante incêndio

Foto: Reprodução | Redes Sociais

Dois pacientes internados em estado grave na Santa Casa de Misericórdia não resistiram e morreram durante a evacuação pelo incêndio que atingiu o CTI do hospital na noite de segunda-feira (27). Em nota publicada no início da madrugada de terça-feira (28), a direção do hospital informou apenas que foram registrados dois óbitos de pacientes que apresentavam quadro clínico grave. Os corpos estão em transferência para o Instituto Médico Legal (IML).

A unidade de saúde não detalhou as condições dos óbitos – se os pacientes estavam no andar afetado pelo incêndio ou se morreram durante a evacuação do prédio. O incêndio teria começado em um aparelho de oxigênio no décimo andar da unidade de saúde, onde permanecem internados os pacientes do CTI.

Evacuação da Santa Casa de BH

Todo o prédio precisou ser evacuado às pressas, e cerca de 50 pacientes acabaram sendo transferidos para outros hospitais públicos da região – segundo a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), treze pacientes foram acolhidos no Hospital João XXIII e três bebês internados na UTI neonatal da Santa Casa foram levados à Maternidade Odete Valadares; os outros foram transferidos para o Hospital São Lucas, conforme informou o diretor-jurídico da Santa Casa, João Costa.

Apenas um paciente precisou receber atendimento em decorrência do incêndio, segundo confirmou o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros. Segundo ele, trata-se de um paciente diagnosticado com insuficiência respiratória após ter aspirado fuligem. Ele foi atendido na própria Santa Casa de Belo Horizonte e não está em risco.

O que se sabe sobre o incêndio que atingiu o CTI da Santa Casa de BH

Foto: Divulgação | CBMMG

Uma falha em um equipamento de oxigênio pode ter sido a causa do incêndio que atingiu o 10º andar da Santa Casa de Belo Horizonte, na região Centro-Sul da capital, na noite desta segunda-feira (27). Médicos e enfermeiros se mobilizaram para a evacuação de pessoas antes mesmo da chegada do Corpo de Bombeiros. Cerca de cinquenta pacientes foram transferidos a outras unidades, e apenas uma pessoa precisou de atendimento por insuficiência respiratória, causada pela fumaça.

Segundo o tenente Pedro Aihara, do Corpo de Bombeiros, a preocupação inicial foi em “compartimentar o fogo”, para que ele não se alastrasse para o restante do andar. Todo o prédio foi evacuado com o apoio dos militares e, segundo Aihara, mais de 200 pessoas foram retiradas apenas no nono e no décimo andares.

“No momento, o sistema de oxigênio do 10º andar está isolado, não há dano estrutural aparente. Foram feitas vistorias, não existe risco em nenhum dos outros andares”, explicou o porta-voz da corporação. João Costa, diretor-jurídico e de Governança da Santa Casa, afirmou ainda que “não há posição técnica oficial sobre o incêndio”, mas a equipe está acompanhando os trabalhos, assim como a empresa terceirizada responsável pelo oxigênio.

A avenida Francisco Sales, onde fica a entrada da Santa Casa, foi totalmente fechada para posicionamento das viaturas de atendimento e também dos pacientes, que eram retirados às pressas e colocados na rua. Parentes relataram o drama e tensão vividos durante e após o resgate, com poucas informações e apreensão sobre o estado de saúde daqueles que já estavam internados.

Pouco tempo depois da chegada dos bombeiros, o fogo foi controlado e os pacientes puderam voltar aos quartos. No entanto, cerca de 50 pacientes que estavam internados em estado grave precisaram ser transferidos – treze deles foram levados ao Hospital João XXIII, também na Área Hospitalar da capital – o hospital São Lucas, em frente à Santa Casa, recebeu os outros pacientes.

Mais de 950 pessoas foram evacuadas, segundo Aihara. Ele afirmou que militares vão permanecer no local durante a madrugada para auxílio aos pacientes. O trabalho dos bombeiros foi encerrado pouco depois das 23h.

Leia na íntegra a nota da Santa Casa enviada à reportagem da Itatiaia no início da madrugada de terça-feira (28):

Acerca do incêndio ocorrido na ala C do 10º andar da Santa Casa BH, a instituição informa que os pacientes foram remanejados e submetidos a uma avaliação pelo corpo assistencial. A área onde ocorreu o incêndio encontra-se interditada pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil e as demais áreas voltaram ao seu funcionamento regular.

No momento do início do incêndio, haviam 931 pacientes internados. Os que se encontravam no 10º e 9º andares foram removidos, mas já estão retornando e recebendo a devida assistência. Foram registrados dois óbitos de pacientes que apresentavam quadro clínico grave. Os corpos estão sendo encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).

A Santa Casa BH agradece o trabalho realizado pela Polícia Militar de Minas Gerais, Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Ressalta, ainda, o trabalho e a disposição dos funcionários e brigadistas da instituição.

(Com Lucas Borges, Lucas Sanches, Lucas Pavanelli e Renato Rios Neto)

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Desenvolvido por Vale Telecom