TIMÓTEO CLIMA

OUÇA: Morador de Coronel Fabriciano reclama sobre falta de segurança na rodoviária do município

Foto: Divulgação PMCF

A 97fm recebeu uma reclamação de um morador de Coronel Fabriciano, sobre a questão de segurança na rodoviária da cidade. José Rodrigues do Amaral, conhecido como Carioca, é morador de Coronel Fabriciano desde 1967 e recentemente passou por uma situação de insegurança, em um bar ao lado da rodoviária do município. Ele estava fazendo um lanche, quando um rapaz o abordou pedindo dinheiro. Ele respondeu que não tinha dinheiro para dar e que estava apenas com seu cartão de crédito, o rapaz desconfiou da fala dele e disse que permaneceria no local para ver se Carioca estava dizendo a verdade. A dona do bar, vendo a situação, pediu que o rapaz se retirasse do local e não incomodasse os clientes. Carioca contou o caso e trouxe mais detalhes de outra situação.

Após recebermos sua reclamação, contatamos a Prefeitura de Coronel Fabriciano, questionando sobre a situação. Por meio de nota, a Secretaria de Governança de Gestão e Transparência esclareceu que que diante das últimas ocorrências registradas no terminal rodoviário, foi solicitada a presença de um número maior de vigilantes para garantir mais segurança no espaço, principalmente à noite. Outra medida, foi um ofício encaminhado à Policia Militar, pedindo a ronda em horários ampliados, como forma de inibir a ação de vândalos.

A Secretaria entende que o aumento da população de rua é um fenômeno em todas as cidades brasileiras de médio e grande porte devido à crise econômica gerada pala pandemia. Conforme os últimos dados do CADÚnico, mais de 26 mil pessoas foram registradas como em situação de rua. Diante desse cenário, a Assistência Social do município, juntamente com o curso de psicologia do Unileste, fará neste mês de agosto um diagnóstico da realidade atual na cidade.

Antecipadamente, o município ampliou sua equipe de abordagem social com mais um técnico de nível superior para acompanhar as demandas. Além disso, o Centro POP, na Av. Rubens Siqueira Maia, n 470, Santa Terezinha II, presta o atendimento à população em situação de rua, fornecendo alimentação, higiene, banho quente, guarda de pertences, local para descanso e principalmente atendimento psicossocial com objetivo da superação da situação de rua.

A secretaria lembrou ainda que a Constituição Federal garante o direito de ir e vir para todos os cidadãos. Logo, exigir a retirada dessas pessoas fere as liberdades e garantias individuais além ferir a humanidade desses indivíduos.

E por fim, a secretaria comentou que sempre que for preciso, o cidadão deve acionar a polícia militar no 190 e disse que a prefeitura tem realizado melhorias no espaço rodoviário buscando diariamente investir em obras e iniciativas que possibilitem mais segurança e conforto para os passageiros e que atualmente existe um projeto de transformar o terminal em um Rodoshopping, com uma estrutura moderna e mais segura para os passageiros e a população em geral que precisar acessar o serviço. Essa iniciativa é a longo prazo.

Após recebermos a nota da Prefeitura de Coronel Fabriciano, entramos em contato com a Polícia Militar. Questionamos sobre a solicitação da Prefeitura, se será atendida e qual a recomendação para todos que estão no terminal rodoviário do município.

Por meio de nota obtvemos a seguinte resposta:

“O 58º Batalhão de Polícia Militar recebeu solicitação do Gerente da Rodoviária de Coronel Fabriciano de que fosse intensificado o patrulhamento nas mediações. Essa solicitação foi atendida de pronto e os policiais do setor cumprem, conforme escala, patrulhamento e ponto base no local, além de abordagem a pessoas em atitude suspeita.

Um representante da Polícia Militar fez contato pessoalmente e identificou pontos de vulnerabilidade da rodoviária, assessorando a administração do local na instalação de câmeras, alarmes e grade. A implementação dessas medidas ajudam a inibir ações criminosas e auxiliam na identificação dos infratores. E orientou também sobre o papel dos demais envolvidos no Sistema de Segurança Pública.

A orientação da Polícia Militar é que os que ali transitam e os frequentadores reforcem as medidas de autoproteção, que são elas: evitar locais ermos e mal iluminados, se absterem de utilizar o telefone celular e se colocaram dispersos e vulneráveis em tais lugares, acionarem imediatamente o 190 no caso da ocorrência de crime ou perturbação da ordem pública e utilizarem do disque 181 para realizarem denúncias anônimas e fornecerem informações que possam contribuir para a segurança local.”

A 97 fm seguirá acompanhando o caso e trará atualizações durante sua programação.

Ouça a reportagem de Letícia Barros:

OUÇA: Morador de Coronel Fabriciano reclama sobre falta de segurança na rodoviária do município
/

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Desenvolvido por Vale Telecom