Tempos de crises e datas comemorativas. As duas situações parecem não combinar para o dia dos namorados. Apesar das boas expectativas do comércio, economista garante que as lembrancinhas podem ser um atrativo marcante para a data mais romântica do ano.

Foto: Emmanuel Franco

Compartilhar via: