Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.

A ausência do volante Éderson no treino desta quinta-feira tem uma justificativa. O jogador vai acionar o Cruzeiro na Justiça pedindo a rescisão contratual por causa dos atrasos no pagamento de salários, 13º e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A informação é do repórter Samuel Venâncio, da Itatiaia.

Éderson é o terceiro jogador a acionar o Cruzeiro na Justiça pelos atrasos salariais. Antes, o meia Thiago Neves e o zagueiro Fabrício Bruno entraram com pedido de rescisão do contrato e ainda o pagamento de R$ 16 milhões e R$ 3,5 milhões, respectivamente.

Fabrício Bruno retirou a ação após o Cruzeiro aceitar uma proposta do Red Bull Bragantino. No entanto, o clube paulista retirou a oferta na noite desta quinta-feira, horas após Alexandre Mattos, que estava conduzindo as negociações, deixar a Raposa.

Nesta quinta, Éderson e o atacante David não compareceram ao treinamento na Toca da Raposa II e não deram explicações. O Cruzeiro tentou entrar em contato com os atletas, que não atenderam às ligações. A dupla é agenciada pelo empresário André Cury. O clube celeste tem uma proposta do Fortaleza pelo atacante e deve definir o futuro do atleta em reunião com o agente nesta sexta-feira. (Itatiaia BH)

Compartilhar via: