Bruno Haddad/Cruzeiro

 

Em meio à crise do Cruzeiro, que corre sério risco de rebaixamento, vazou um áudio do meia Thiago Neves pedindo ao gestor do futebol e presidente do Conselho Deliberativo, Zezé Perrella, para pagar aos jogadores parte dos salários atrasados antes do jogo contra o CSA, nesta quinta-feira. “Vê se você não consegue pelo menos pagar esses outros 60% antes do jogo de quinta-feira. Porque aí não precisa nem ter bicho para ganhar jogo”, pediu o camisa 10.

O jogo era considerado decisivo pelo clube para respirar na luta contra a degola, mas o time acabou perdendo por 1 a 0, em pleno Mineirão. E o detalhe: o camisa 10 perdeu um pênalti. Mas, no áudio, o jogador via como fácil a vitória sobre o time alagoano: “Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de Deus”.

“Fala Zezé, bom dia cara. Deixa eu te falar uma coisa. Eu estou pensando aqui, sei que está difícil para vocês arrumarem recursos, sei que estão correndo atrás, mas estou falando por mim, não falei com ninguém do time, tá? Vê se você não consegue pelo menos pagar esses outros 60% antes do jogo de quinta-feira. Porque aí não precisa nem ter bicho para ganhar jogo. É uma motivação a mais pra gente. Acertar o salário e aí você não precisa arrumar uma premiação para ganhar o jogo, porque é obrigação da gente ganhar esse jogo, tá louco. Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de Deus. Pô, faz esse esforço pra gente aí, até quinta-feira tentar acertar esses 60% que está atrasado do salário”, disse Thiago Neves.

A voz é mesmo de Thiago Neves. A veracidade do áudio foi confirmada pela Itatiaia com fontes de dentro do Cruzeiro.

Pelo o que apurou a Itatiaia, a parte do salário cobrado por Thiago Neves é referente à setembro, que foi quitado apenas 40% pela diretoria. A folha inteira de outubro, que venceu no quinto dia útil deste mês, ainda segue sem ser paga aos atletas. O atraso deverá ficar ainda maior nos próximos dias, já que o vencimento de novembro deve ser pago até o fim da semana que vem.

Compartilhar via: