TIMÓTEO CLIMA

Mendoza marca duas vezes, e América perde para o Ceará no Independência

Foto: Mourão Panda | América

Com uma atuação ruim, o América perdeu para o Ceará por 2 a 0, nesta quarta-feira (8), no Independência, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, e desperdiçou a chance de se aproximar dos líderes da competição.

O destaque da partida foi o atacante Stiven Mendoza, que balançou as redes aos 21 minutos do primeiro tempo, aos nove da segunda etapa e garantiu o triunfo ao Vozão.

O primeiro gol do time alvinegro, inclusive, foi marcado por uma polêmica, com o Coelho reclamando de falta de Mendoza em Patric, quando o colombiano acertou o braço no rosto do lateral americano na disputa de bola.

Acionado pelo VAR, o árbitro Douglas Marques das Flores revisou o lance no monitor, mas não viu infração na jogada e validou o gol.

Com o resultado, o América, que chegou para o duelo desta quarta na quinta colocação, permaneceu com 14 pontos e pode cair várias posições na tabela de classificação na sequência da rodada.

O Ceará, por sua vez, chegou aos 13 pontos e vai dormir fora da zona de rebaixamento.

Próximos passos

O América, que perdeu uma invencibilidade de 14 jogos no Independência pelo Brasileirão, vai buscar a reabilitação no próximo domingo (12), quando vai encarar o São Paulo, às 16h, no Morumbi, pela 11ª rodada da Série A.

No mesmo dia e horário, o Vozão medirá forças com o Goiás, no estádio da Serrinha.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA 0 X 2 CEARÁ

AMÉRICA

Jailson; Patric (Cáceres), Conti, Eder e Marlon; Lucas Kal (Rodriguinho), Juninho e Alê (Henrique Almeida); Felipe Azevedo (Gustavinho), Aloísio (Wellington Paulista) e Everaldo. Técnico: Vagner Mancini

CEARÁ

João Ricardo; Nino Paraíba, Messia, Gabriel Lacerda e Victor Luis, Richard (Geovane), Rodrigo Lindoso (Fernando Sobral), Richardson e Vina (Michel); Mendoza e Matheus Peixoto (Cléber)

MOTIVO: 10ª rodada do Campeonato Brasileiro
DATA: 8 de junho de 2022
LOCAL: estádio Independência, em Belo Horizonte

ARBITRAGEM: Douglas Marques das Flores, auxiliado por Marcelo Carvalho Gasse (Fifa) e Alex Ang Ribeiro. Trio de São Paulo
VAR: Rodrigo Guarizo do Amaral (Fifa-SP)
GOLS: Mendoza, aos 21 minutos do primeiro tempo e aos nove minutos do segundo tempo
CARTÕES AMARELOS: Juninho, Henrique Almeida e Felipe Azevedo (América); Nino Paraíba e Rodrigo Lindoso (Ceará)

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Desenvolvido por Vale Telecom