Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O técnico Enderson Moreira evitou assumir a responsabilidade pela queda precoce do Cruzeiro no Campeonato Mineiro, mas não deixou de lamentar mais uma decepção protagonizada pela equipe, rebaixada para a Série B do Campeonato Brasileiro no fim do ano passado. Nesta quarta-feira, a Raposa venceu a Caldense por 1 a 0, em Poços de Caldas, pela última rodada da primeira fase, mas o placar foi insuficiente para buscar a vaga nas semifinais, já que a equipe precisava ganhar por três gols de diferença.

A queda do Cruzeiro antes das semifinais é algo raro na história do Estadual. A última vez que isso aconteceu foi em 1957.

“Para o Cruzeiro não importa onde começar, mas onde terminar. É apenas o início da temporada, em circunstâncias anormais por causa desta pandemia, mas tenho que enaltecer a disposição de todos os jogadores. Nós estamos pagando uma conta que não é de agora”, explicou o técnico cruzeirense.

Para Enderson Moreira, o mais importante ao clube neste ano vai ser a disputa e o acesso para a Série A. “O Campeonato Mineiro é importante, tem bons clubes, mas não se pode admitir uma mudança de mando de campo como aconteceu com a Caldense. Ela fez seus dois últimos jogos em casa. Mas o time é bom, ganhou jogos importantes e tem seus méritos”, criticou Moreira, referindo-se à penúltima rodada, quando a Caldense era visitante contra o Tupynambás, mas atuou no próprio estádio porque as cidades de Juiz de Fora e Pouso Alegre não quiseram sediar a partida por conta da pandemia da covid-19. E a Veterana acabou goleando por 4 a 0.

Fora do Mineiro, agora o Cruzeiro disputará o Troféu Inconfidência, minitorneio criado pela Federação Mineira de Futebol (FMF) neste ano e que vai envolver as equipes que terminaram entre a quinta e a oitava posições na fase de classificação do Estadual. Na semifinal, o adversário da Raposa, que terminou em quinto lugar, será o Patrocinense, oitavo colocado. A vaga na final será decidida em jogo único. O título também será disputado em apenas uma partida. A competição será realizada nas mesmas datas das semifinais do Mineiro: 2 e 5 de agosto, próximo domingo e quarta-feira que vem.

Injustiça

Autor do único gol do jogo, o meia Régis acha que o time merecia ter marcado os três gols necessários para chegar às finais, porque teve chances para isso. “Nós marcamos um gol e depois tivemos chances para marcar o segundo e o terceiro. Infelizmente, isso não aconteceu. Acho que o gramado ruim atrapalhou um pouco”, lamentou.

O atacante Marcelo Moreno procurou tranquilizar a comissão técnica, minimizando as dores sentidas na região lombar no primeiro tempo, quando pediu para ser substituído. “O campo está muito duro e comecei a sentir dores. Por isso, achei melhor pedir para sair para não agravar, porque a gente está voltando e um longo período de inatividade”, comentou.

Nos bastidores, a diretoria praticamente confirmou a contratação do lateral-direito Daniel Guedes, emprestado pelo Santos sem custo. Só falta definir o período de contrato, que deve se estender até dezembro de 2021. O jogador deve assinar contrato nesta quinta-feira, porque já está em Belo Horizonte. Ele será mais uma opção para a posição juntamente com o paraguaio Raúl Cáceres.

(Itatiaia BH/Agência Estado)

Compartilhar via: