Em carta, goleiro e ídolo celeste diz que situação ficou insustentável com atrasos de salários que chegaram a 6 meses

Fábio disse em carta que situação do Cruzeiro ficou insustentável (Foto: Douglas Magno/Light Press/Cruzeiro)

O goleiro Fábio confirmou, por meio de carta divulgada nas redes sociais, que os jogadores paralisarão os treinos na Toca da Raposa II a partir desta quinta-feira (14) em protesto aos salários atrasados. Outros atletas celestes repostaram o comunicado. A informação foi antecipada pelo repórter Samuel Venâncio, da Rádio Itatiaia.

“Faremos a paralisação dos treinos em voz a todos os colaboradores que amam o clube e estão desamparados. Infelizmente, ficou intolerável e injustificável a forma como atletas e funcionários estão sendo geridos. Não aceitamos essa negligência que tem afetado famílias que dedicam seu tempo, suor e esforço para cuidar, zelar e servir a instituição”, afirmou.

Conforme o goleiro e ídolo celeste, o atraso para alguns trabalhadores chegou a seis meses em 2021. Funcionários com baixos vencimentos têm recebido ajuda de atletas para manter as contas em dia. “Demonstra a precária situação financeira a que estão expostos todos os funcionários”, diz o comunicado.

Apesar do comunicado, no comunicado os jogadores garantem “empenho” para o “cumprimento dos contratos de trabalho”.

Conforme apurado pela reportagem, o clube possui duas folhas de pagamento na CLT em aberto e três de direitos de imagem, referentes ao ano de 2021. Alguns atletas, no entanto, ainda possuem valores a receber desde o ano passado.

 

Fonte: Rede Itatiaia

Compartilhar via: