TIMÓTEO CLIMA

No Mineirão lotado, Cruzeiro vence Ponte Preta e amplia vantagem na liderança da Série B

Foto: Divulgação Cruzeiro

Com a presença de Ronaldo Fenômeno nos camarotes do Mineirão e o apoio de 58.076 torcedores, o Cruzeiro ganhou mais uma partida na Série B do Campeonato Brasileiro, manteve os 100% de aproveitamento como mandante na competição e segue disparado na liderança. Após encontrar dificuldades contra a Ponte Preta, principalmente no primeiro tempo, o time celeste venceu por 2 a 0, nesta quinta-feira, pela 13ª rodada.

Edu e Matheus Bidu marcaram os gols da sexta vitória seguida da Raposa no Mineirão na Série B. Desta forma, o Cruzeiro se mantém como única equipe 100% em casa no torneio e ainda ampliou a vantagem na liderança.

Antes do início desta rodada, a distância da Raposa para o segundo colocado era de três pontos. Com os resultados – derrota do Bahia e vitória do Cruzeiro – a vantagem do time celeste na liderança agora é de seis pontos. Mesmo se o Vasco vencer o Londrina no sábado, a diferença será de quatro ao fim da 13ª jornada da Série B.

Com a vitória, o Cruzeiro chegou aos 31 pontos, seis à frente do Bahia, e sete a mais que o Vasco. A distância para o Grêmio, quinto colocado, é de 13 pontos. No entanto, o time gaúcho ainda entrará em campo.

Já a Ponte Preta segue seu calvário na Série B. Com apenas uma vitória nos últimos oito jogos, a Macaca soma apenas 12 pontos e continuará mais uma rodada na zona de rebaixamento.

O próximo compromisso do Cruzeiro na temporada será pela Copa do Brasil. Na quinta-feira que vem (23), o time celeste encara o Fluminense, no Maracanã, pelo duelo de ida das oitavas de final. Por causa do jogo pelo torneio eliminatório, a Raposa teve o próximo confronto pela Série B, que seria contra o Ituano, na sexta (24), foi adiado e não tem data marcada.

O JOGO

A Ponte Preta começou a partida surpreendendo o Cruzeiro ao adiantar a marcação e sair para o jogo em vez de atuar recuado só tentando o contra-ataque.

Além de conseguir jogar, a Macaca estava bem postada na defesa, com cinco jogadores (três zagueiros e os dois laterais), e neutralizava as tentativas ofensivas da Raposa.

O jogo estava truncado e com poucas oportunidades. Mas o Cruzeiro achou uma brecha na sólida defesa da Ponte e abriu o placar no fim do primeiro tempo.

Após belo lançamento de Neto Moura entre os zagueiros, Edu ganhou na velocidade e bateu cruzado no cantinho fazendo 1 a 0 para a Raposa. O auxiliar anulou alegando impedimento do camisa 99. Contudo, o VAR revisou o lance e validou o gol para delírio dos torcedores azuis no Mineirão.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Cruzeiro ampliou o placar e freou qualquer tentativa de reação da Ponte Preta. A bola foi enfiada no meio da zaga da Macaca, mas a defesa alvinegra afastou para o lado. Geovane Jesus pegou o rebote e cruzou rasteiro na segunda trave e achou o Matheus Bidu, que só completou para as redes.

Depois, o jogo ficou controlado para o Cruzeiro e teve menos lances de emoção. Mas, no fim da partida, aconteceu uma jogada inusitada. O goleiro Caíque França saiu da área para tentar evitar um ataque celeste e colocou a mão na bola. O árbitro não teve dúvida e expulsou o camisa 1 da Macaca. O volante Wallysson foi para o gol, mas não foi tão exigido nos minutos finais.

CRUZEIRO 2 x 0 PONTE PRETA

Cruzeiro: Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Eduardo Brock; Geovane Jesus (Rômulo), Fernando Canesin (Filipe Machado), Willian Oliveira, Neto Moura (Adriano) e Matheus Bidu; Rafa Silva (Rodolfo) e Edu (Breno). Técnico: Paulo Pezzolano

Ponte Preta: Caíque França; Igor Formiga, Fábio Sanches, Fabrício, Douglas Mendes (Matheus Anjos) e Artur; Léo Naldi, Ramon Carvalho (Wallysson) e Wesley Fraga (Felipe Amaral); Fessin e Nicolas (Ramires). Técnico: Hélio dos Anjos

Motivo: 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Data: quinta-feira, 16 de junho de 2022, às 16h

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Edu (43’/1º), Matheus Bidu (1’/2º)

Cartão Amarelo: Rafa Silva (Cruzeiro); Fábio Sanches (Ponte Preta)

Cartão Vermelho: Caíque França (Ponte Preta)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Auxiliares: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Rafael Trombeta (PR)

VAR: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC)

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Desenvolvido por Vale Telecom