Foto: Pedro Souza / Atlético – Dylan Borrero foi titular contra o Ceará, no último domingo, mas foi expulso no segundo tempo

Após atrasar o pagamento de parcelas pela compra do meia-atacante Dylan Borrero, o Atlético foi acionado na Fifa pelo Independiente Santa Fe. O clube colombiano cobra 645 mil euros (cerca de R$ 4,1 milhões na cotação atual).

Já houve o primeiro julgamento na Fifa, em outubro, e o Galo foi condenado a pagar o valor. Cabe recurso da decisão. A informação foi divulgada pelo GE e confirmada pela Rádio Itatiaia.

Borrero foi contratado pelo Atlético em janeiro deste ano por 1 milhão de euros (aproximadamente R$ 4,2 milhões na época). Conforme relatado pelo Santa Fe à Fifa, o Atlético deixou de pagar cinco parcelas de 100 mil euros (R$ 644 mil na cotação atual), que deveriam ser quitadas de fevereiro a junho, além de outros 100 mil euros referente a parte da parcela de janeiro, que era de 200 mil euros. Devido ao atraso, os colombianos cobram ainda 45 mil euros de multa.

Desta forma, o Atlético pagou apenas 400 mil euros, sendo que 300 mil foram no ato da transação e outros 100 mil referentes à metade da parcela de janeiro.

Em contato com a Itatiaia, o vice-presidente do Atlético, Lásaro Cândido da Cunha, confirmou que o clube não pagou e disse que o assunto está com o presidente Sérgio Sette Câmara.

A partir do momento em que a ordem de pagamento é emitida e o Atlético for notificado, o clube alvinegro terá 45 dias para quitar o valor sob o risco de ser punido com a proibição de registrar novos jogadores (transfer ban) por até três janelas de transferências internacionais. Se o Galo recorrer da decisão, o período para pagar é suspendido até o novo julgamento.
(Itatiaia BH) 

 

Compartilhar via: