Integrantes das duas equipes entraram em conflito no túnel que dá acesso aos vestiários

(Foto: Reprodução)

O clássico entre Cruzeiro e América, neste domingo, no Mineirão, foi quente dentro e fora de campo. Com dois gols no fim, o Coelho venceu por 2 a 1, de virada, e ampliou a vantagem nas semifinais do Campeonato Mineiro. Após o fim da partida, jogadores e comissões técnicas dos dois clubes protagonizaram uma confusão no acesso aos vestiários e precisaram ser contidos por seguranças do estádio e pelo pessoal do “deixa disso”.

Durante a partida, os ânimos começaram a ficar exaltados entre as comissões técnicas do Cruzeiro e do América.

Tudo começou após o gol do Cruzeiro, aos 37 minutos do primeiro tempo, que foi anulado pelo auxiliar Marcos Vinícius Gomes. O técnico Lisca chegou a aprovar a marcação do bandeira dizendo que o atacante Bruno José estava “um metro” adiantado no início da jogada. Mas, após três minutos de revisão no VAR, o gol foi validado, o que irritou o treinador do América, que foi advertido com o cartão amarelo pelo árbitro Marco Aurélio Fazekas. O comandante do Coelho, inclusive, está suspenso para o duelo de volta por ter levado o terceiro amarelo.

Antes da revisão do VAR, Lisca chegou a reclamar com a arbitragem da provocação vinda de integrantes do banco de reservas do Cruzeiro. Após a confirmação do gol, a situação ficou mais “quente” entre as duas partes e permaneceu ao longo do segundo tempo.

De longe, o goleiro Fábio e o treinador americano chegaram a bater boca logo após o segundo gol do Coelho, marcado por Ademir, aos 45 minutos do segundo tempo. Em determinado momento, o camisa 1 da Raposa foi flagrado pelas câmeras de TV dizendo a Lisca “Te respeito pra c….”, enquanto o treinador fazia o gesto com as mãos de “fala muito”.

Após o apito final, na saída dos dois times de campo, uma confusão generalizada tomou conta do túnel que dá acesso aos vestiários do Mineirão. Jogadores e comissões técnicas de Cruzeiro e América trocaram empurrões e insultos. Durante a discussão um integrante da Raposa disse: “Vai ter volta”, referindo-se ao segundo duelo entre as equipes no próximo domingo (9), às 16h, no Independência.

Com a vitória por 2 a 1, o América poderá perder por um gol de diferença para ir à final, pois tem a vantagem de jogar por um triunfo e uma derrota pela mesma diferença de gols. Já o Cruzeiro precisará vencer por dois de vantagem para ir à decisão.

Compartilhar via: