TIMÓTEO CLIMA

Acusado de importunação sexual, vice-prefeito de Mateus Leme paga fiança e é liberado

Foto: Reprodução Facebook

O vice-prefeito de Mateus Leme, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Anderson de Sousa foi solto após audiência de custódia nessa quinta-feira (21). Ele foi preso suspeito de importunação sexual contra servidoras municipais, e teve pagamento de fiança estipulado em R$ 1 mil.

“A decisão informa que não há indícios de que o fato irá se repetir e que, caso isso ocorra, é possível a decretação da prisão preventiva”, informou o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). A prisão e audiência foram realizados no mesmo dia.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, uma funcionária denunciou que as atitudes começaram logo quando ela passou a trabalhar na prefeitura. O vice-prefeito, entretanto, justificava que frases de cunho sexual, tapas na bunda e beijos no pescoço seriam apenas “brincadeiras”.

À Polícia, Anderson confirmou ter dado um tapa na bunda da faxineira e afirma que ela não teria reclamado na hora. Outras duas testemunhas também prestaram depoimentos na delegacia.

Em nota, a prefeitura de Mateus Leme detalhou que os fatos estão em apuração, e que as providências legais são de responsabilidade do Poder Judiciário. Disse ainda que tanto o vice-prefeito como a servidora que o denunciou seguem o cumprimento normal das atividades diárias, e que o caso está em sigilo e segredo de justiça.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Desenvolvido por Vale Telecom