Goleiro atleticano brilha com os pés e com as mãos e se destaca em nas cobranças de pênaltis 

Foto: Staff Images / Conmebol

O Galo está classificado às quartas de final da Copa Libertadores. Depois de mais um empate por 0 a 0 com o Boca Juniors, jogando em casa, o Atlético conseguiu avançar na disputa por pênaltis. O goleiro Everson defendeu duas cobranças e ainda marcou o último e decisivo pênalti para classificar o Galo para as quartas da competição.
Jogando em casa o Atlético-MG começou melhor, e criou oportunidades claras com Dodô e Zaracho, que perdeu, logo aos 3 minutos, cara a cara com o goleiro Rossi. O Galo continuou mandando nas ações, em especial em jogadas de velocidade. Mas o placar permaneceu inalterado até o intervalo.

No segundo tempo a equipe argentina melhorou na partida, e chegou a marcar aos 17 minutos, quando Villa levantou bola na área, em cobrança de falta da intermediária. Everson falhou e soltou a bola nos pés de Weigandt, que não perdoou. Mas, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), e em meio a muita confusão, o juiz anulou o gol por posição de impedimento.

O jogo continuou muito quente, mas com poucas oportunidades de lado a lado. Com isso, a vaga foi definida na disputa de pênaltis.

O Herói

Foto: Atlético

O Galo começou muito mal, quando Hulk cobrou na trave. O zagueiro Rojo colocou o Boca na frente. Nacho Fernández deixou tudo igual e o goleiro Everson começou a brilhar, defendendo chute de Villa. Júnior Alonso bateu bem e colocou o Atlético em vantagem, que aumentou quando Everson pegou nova cobrança, desta vez de Rolón. Hyoran escorregou em sua cobrança e mandou longe. Mas, logo depois, é Izquierdoz quem perdeu.

Precisando de apenas um gol para confirmar a classificação, o goleiro Everson chamou a responsabilidade e bateu muito bem para garantir a classificação. Vitória de 3 a 1 do Galo nas penalidades máximas.

Atlético

Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Dodô (Calebe, 52/2°T); Allan (Hyoran, 52/2°T), Tchê Tchê (Eduardo Sasha, 25/2°T), Matías Zaracho (Alan Franco, 34/2°T) e Nacho Fernández; Savarino (Dylan, 34/2°T) e Hulk
Técnico: Cuca
Boca Juniors
Rossi; Weigandt, Izquierdoz, Rojo e Sández; Rolón, Medina (Molinas, 46/2°T) e González (Campuzano, 46/2°T); Villa, Pavón e Briasco (Orsini, 35/2°T)

Técnico: Miguel Ángel Russo

Disputa por pênaltis

Atlético: Hulk (na trave); Nacho Fernández (gol); Junior Alonso (gol); Hyoran (chutou para fora); Everson (gol)
Boca Juniors: Rojo (gol); Villa (Everson defendeu); Rolón (Everson defendeu); Izquierdoz (chutou para fora);

Cartões amarelos: Nacho Fernández, 13/2°T; Nathan Silva, 28/2°T; Sández, 32/2°T; Rojo, 40/2°T; Hulk, 47/2°T
Motivo: jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores
Estádio: Mineirão
Data: terça-feira, 20 de julho
Horário: 19h15 (Brasília)
Árbitro: Esteban Daniel Ostojich Vegah (URU)
VAR: Julio Bascuñán (CHI)
Foto: Jefferson Rocha/Agência Brasil 
Compartilhar via: