TIMÓTEO CLIMA

Ouça: enviado especial da Itatiaia à Europa relata drama dos refugiados: ‘Muito triste e difícil’

Foto: Attila Kisbenedek | AFP

A maioria dos refugiados que deixam a Ucrânia não fala inglês e nem polonês, limitação que dificulta a ajuda dos diversos voluntários que estão na fronteira como a Polônia. O repórter Lucas Ragazzi, enviado especial pela Itatiaia ao Leste Europeu, acompanha o drama dos milhares de refugiados.

Mais de 1 milhão de ucranianos fugiram dos combates desde o início da invasão russa, há oito dias. A maioria busca a Romênia e a Polônia.

“Existem algumas histórias que me deparei e que, inclusive, acabei auxiliando de alguma forma. Por exemplo, uma família de sete pessoas, sendo duas mulheres e cinco crianças (três pequenas e dois bebês). Apenas as mulheres e as crianças atravessaram a fronteira, porque os homens ficaram na Ucrânia para lutar na guerra”, descreve Ragazzi.

Ouça:

Ouça: enviado especial da Itatiaia à Europa relata drama dos refugiados: ‘Muito triste e difícil’
/

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Desenvolvido por Vale Telecom