Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O recém-empossado ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou nesta sexta-feira que o foco de atuação do ministério serão as pessoas. Teich disse que os que mais vão sofrer os efeitos da pandemia são os mais pobres e destacou que assumir o comando da Saúde é o “maior desafio” de sua carreira profissional.

“O foco que a gente tem aqui é nas pessoas. Por mais que se fala em saúde e economia, não importa o que se falem, o final é sempre gente”, disse. O ministro reforçou a necessidade de reunir informações para conhecer melhor a covid-19.

Teich destacou que há uma “pobreza” de informação sobre o novo coronavírus e defendeu a integração de informações dos ministérios sobre a doença para embasar melhor o planejamento de combate ao vírus. O novo ministro também defendeu que a pasta acompanhe indicadores sociais. “Pessoas que perderem planos de saúde vão impactar no SUS (Sistema Único de Saúde)”, disse.

Com tom otimista, Teich citou que já existem medicamentos em estudo para o tratamento da doença e que a solução para a pandemia pode ser encontrada “mais rápido do que se imagina”.

Nelson Teich é médico oncologista e foi consultor da área de saúde da campanha à Presidência de Jair Bolsonaro em 2018. Ele chegou a ser cotado ao Ministério da Saúde à época.

Teich agradeceu as ações da gestão anterior, do ministro Luiz Henrique Mandetta, e destacou que trabalhará na formação de uma equipe escolhendo “as pessoas certas para os problemas certos”.

(Agência Estado)

Compartilhar via: