Brasil passa de 200 mil mortes pela covid-19 e bate recordes de infectados nas últimas 24h. Vale do Aço e Valadares também registram mortes pela doença

Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Em boletim divulgado na noite de hoje, o Ministério da Saúde confirmou 1.524 novos óbitos nas últimas 24 horas. É o segundo maior entre um dia e outro, atrás apenas de 29 de julho, com 1.595. Desde o início da pandemia, 200.498 pessoas morreram por conta da doença.

Houve recorde no número de casos em um intervalo de um dia para o outro, de acordo com dados do governo federal. De ontem para hoje, foram 87.843 diagnósticos positivos para o novo coronavírus. A marca anterior era de 70.574, verificada em 16 de dezembro. O total de infectados desde o começo da pandemia chegou a 7.961.673.

Segundo dados do Ministério, o país havia atingido a marca das 100 mil mortes por covid-19 em 8 de agosto. Os números de hoje também mostram que este é o terceiro dia consecutivo no qual o país registra mais de mil novos óbitos provocados pela doença: foram 1.171 na terça (5) e 1.242 na quarta (6) – esta, a maior marca desde 25 de agosto (1.271).

Em nota oficial, o Ministério se solidarizou com os familiares das vítimas: “Nesta quinta-feira, 7 de janeiro, infelizmente o Brasil chegou ao triste número de 200 mil vidas perdidas – brasileiras e brasileiros que tiveram os sonhos e projetos interrompidos pelo coronavírus. Em nome do Presidente da República, Jair Bolsonaro, do Ministério da Saúde e de todo o Governo Federal, queremos nos solidarizar com cada família que perdeu entes queridos.”

Ainda de acordo com o governo federal, 7.096.931 pessoas se recuperaram da doença, com outras 664.244 em acompanhamento.

Governador Valadares registrou mortes nas últimas horas. | Editoria de Arte 97 FM

Após mais de um mês na Onda Vermelha, Valadares soma 450 mortos e mais de 13 mil casos confirmados da COVID-19. Confira as informações com Sávio Scarabelli:

Confira também os números do Vale do Aço com o repórter Alan Souza:

 

Compartilhar via: