Texto precisava de 308 votos para ser aprovado, mas teve 229 favoráveis

Aécio Neves foi o único parlamentar presente na sessão a não registrar seu voto. | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A PEC do Voto Impresso foi derrotada no plenário da Câmara dos Deputados na noite desta terça-feira (11). E o único parlamentar a se abster durante a votação foi Aécio Neves (PSDB-MG).

Em 2014, quando perdeu a eleição para a ex-presidente Dilma Rousseff, Aécio chegou a defender 3% das urnas auditáveis. No entanto, na votação na Câmara ele preferiu não participar do processo, abstendo-se do direito de votar e não se posicionando sobre o assunto.

A atitude do deputado foi alvo de críticas entre outros parlamentares e também nas redes sociais, já que Aécio acabou ficando “em cima do muro”.

O texto da PEC do Voto Impresso precisava de 308 votos para ser aprovado, mas registrou 229 favoráveis. Com isso, foi arquivado.

VOTOS MINEIROS – Metade da bancada de Minas Gerais votou a favor da proposta que acabou derrotada no plenário da Câmara dos Deputados. Saiba como votou cada deputado. 

Compartilhar via: