(Reprodução)

Uma variedade não identificada de pneumonia, com taxa de mortalidade muito maior do que a covid-19, teria causado a morte de 628 no Cazaquistão somente no mês de junho. A embaixada chinesa no país alertou seus cidadãos nessa quinta-feira (9) sobre a doença. Já o governo do Cazaquistão acusa a embaixada de espalhar “notícias falsas”.

O comunicado da embaixada da China aponta aumento nos casos nas cidades de Atyrau, Aktobe e Shymkent desde meados de junho. A pneumonia no Cazaquistão matou 1.772 pessoas nos primeiros seis meses deste ano, sendo 628 óbitos somente em junho. Vários chineses estão entre as vítimas, diz a embaixada. “A taxa de mortalidade da doença é muito maior do que a pneumonia causada pelo novo coronavírus”, afirmou em uma rede social.

O governo  do Cazaquistão, que admite a nova forma da doença, acusa a China de alarmismo.  “As informações publicadas por alguns meios de comunicação chineses sobre um novo tipo de pneumonia no Cazaquistão estão incorretas”, afirmou o ministério.

(Itatiaia BH)

Compartilhar via: