Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Procuradoria-Geral da República denunciou o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) nesta quinta-feira por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de receber R$ 65 milhões em propinas das construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez quando era governador de Minas (2003 a 2010).

Em nota, a defesa do tucano informou que “a notícia causa surpresa e indignação” e que “não há e nunca houve qualquer crime por parte de Aécio Neves”. Conforme o texto, “foi demonstrado exaustivamente que as conclusões alcançadas pelo delegado são mentirosas e desconectadas dos próprios relatos dos delatores e, o que é mais grave, das próprias investigações da Polícia Federal.”

(Itatiaia BH)

Compartilhar via: