Por: Itatiaia BH/Agência Estado

Foto: Bruno Cantini/Atlético

Com quatro vitórias seguidas, três no Campeonato Brasileiro e uma na Copa Libertadores, o Atlético terá uma prova de fogo daqui para frente para manter a boa fase e seguir na liderança da competição nacional. O primeiro teste será diante do vice-líder Palmeiras, neste domingo, às 16h, no Mineirão, pela quarta rodada. O atacante Ricardo Oliveira comentou a sequência alvinegra e ressaltou a importância dos torcedores estarem ao lado do time, mesmo que não estejam muito satisfeitos com o desempenho da equipe.

Até essa quarta-feira (8), o Atlético informou que pouco mais de 15 mil torcedores garantiram presença no duelo de líderes no Gigante da Pampulha. “Precisamos também muito do apoio do torcedor, que pode não estar muito satisfeito com o jogo que a gente vem fazendo, mas é exatamente neste momento que precisamos do apoio de cada um deles para que a gente continue crescendo juntos na competição, para vencer esses jogos principalmente contra esses times que vão brigar lá em cima”, afirmou.

Depois de enfrentar o Palmeiras, o time alvinegro terá que virar a chave para pegar o Santos (jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, em casa). Logo na sequência, volta o foco para o Brasileirão: Flamengo (5ª rodada, em Belo Horizonte) e Grêmio (6ª rodada, em Porto Alegre).

Mas Ricardo Oliveira pensa jogo a jogo. Para o centroavante, o fato de o técnico Luiz Felipe Scolari ter poupado alguns titulares na vitória sobre o San Lorenzo, na última quarta-feira (8), pela Libertadores, não quer dizer nada, já que o elenco do clube paulista é recheado de bons atletas que darão trabalho ao Atlético.

“Já viram o elenco do Palmeiras? Eles têm dois times. Independentemente de quem venha do outro lado, pode ter certeza de que será um jogo muito complicado. Não vai ter nenhuma vantagem nossa porque os jogadores considerados titulares foram poupados na quarta-feira. Sabemos como vai ser difícil esse jogo, mas vamos jogar dentro de casa e precisamos nos impor para manter essa primeira colocação no Campeonato Brasileiro”, frisou.

Elogios a Rodrigo Santana

O atacante também elogiou o trabalho do técnico interino Rodrigo Santana à frente do time, vencedor das quatro últimas partidas que realizou e atual líder isolado do Campeonato Brasileiro.

“Nós estamos muito felizes e animados com o que está acontecendo. Estamos conseguindo mostrar uma versão diferente, de repente pode não agradar muitas pessoas, e eu entendo. Mas, para nós, o objetivo está sendo alcançado, que são as vitórias. É o que dá confiança, é o que faz a gente brigar lá em cima”, ressaltou.

Segundo Ricardo Oliveira, o diferencial do treinador é a facilidade que ele tem para transmitir o que quer passar aos seus jogadores. “É um cara estudioso, que entende, sabe montar time, sabe fazer com que a informação chegue ao atleta. O mais difícil para o treinador é fazer com que o atleta entenda a ideia do jogo. Hoje em dia, todo atleta tem que entender um pouco de tática de futebol. E o Rodrigo tem mostrado que, na prática, dá certo”, enfatizou.

Ricardo Oliveira admitiu que não atravessa uma boa fase, mas considera mais importante a boa produção coletiva do time. “Acima de qualquer individualidade, nome, está o coletivo. O que faz com que cada um se destaque são os resultados. Quando o coletivo sobressai, as individualidades vão aparecer, isso é obvio”, finalizou.

 
Compartilhar via: