Por: Itatiaia/BH

A goleada do Atlético por 5 a 0 sobre o Boa Esporte, neste domingo, que classificou o time para a final do Campeonato Mineiro, foi bastante comemorada pelo atacante Ricardo Oliveira. Apesar de não ter balançado as redes no duelo diante da equipe de Varginha – deu o passe para o segundo gol marcado por Elias -, o camisa 9 celebrou o resultado visando à partida decisiva contra o Cerro Porteño, quarta-feira, em Assunção, no Paraguai, pela quarta rodada do Grupo E da Copa Libertadores.

“Um jogo para trazer confiança, onde o time joga bem, não leva gol. Fazer cinco gols no jogo não é nada fácil. Nosso time criou, nós provocamos a situação e conseguimos fazer esse placar de 5 a 0. Dá muita confiança para o jogo de quarta-feira, que é uma final para nós na Libertadores, onde não podemos mais perder pontos”, afirmou o jogador, eleito o melhor em campo pela equipe da Itatiaia.

Foto: Bruno Cantini/Atlético

Ricardo Oliveira comemora com Luan

Com apenas três pontos em três jogos na competição continental, o Atlético vai encarar o líder do grupo com 100% de aproveitamento. Na terceira posição, três pontos atrás do segundo colocado Nacional-URU, o time alvinegro é obrigado a vencer fora de casa para não correr o risco ficar com chances mínimas de classificação às oitavas de final. Na estreia na fase de grupos, o Galo foi surpreendido pelo Cerro Porteño, no Mineirão, e perdeu por 1 a 0.

Libertadores à parte, Ricardo Oliveira também comentou sobre a final contra o Cruzeiro. O atacante minimizou a vantagem do Atlético, que pode jogar por dois resultados iguais para ser campeão por ter feito a melhor campanha na fase de classificação.

“Existe muita história dos dois lados. A gente sabe que é um jogo muito diferente, muito especial. Esperamos fazer um grande jogo e conseguir a vitória para que a gente possa levantar o troféu de campeão no segundo jogo”, frisou.

Compartilhar via: