Por: Fábio Rocha/Itatiaia BH

Foto: Bruno Cantini/Atlético

Em noite iluminada do goleiro Victor, o Atlético eliminou o Unión La Calera, nesta terça-feira, no Independência, na disputa por pênaltis e se classificou para as oitavas de final da Copa Sul-Americana. Mesmo não atuando tão bem, o time venceu por 1 a 0 no tempo normal, levou a decisão para as penalidades e ganhou por 3 a 0 contando com a estrela do camisa 1, que defendeu as três cobranças dos chilenos.

O gol do Galo foi marcado por Alerrandro, aos 24 minutos do segundo tempo. Como o Atlético havia perdido por 1 a 0, semana passada, no Chile, o placar agregado ficou no 1 a 1 e a vaga na próxima fase teve que decidida nos pênaltis.

Além da classificação, o Atlético embolsou 500 mil dólares (cerca de R$ 2 milhões) de premiação.

Nas oitavas de final, o Atlético enfrentará o vencedor do duelo entre Botafogo x Sol de América-PAR, que se enfrentam nesta quarta-feira no Rio de Janeiro. Os cariocas têm a vantagem por terem ganhado o primeiro jogo por 1 a 0, no Paraguai.

Agora, o Atlético não terá muito tempo para comemorar a classificação na Copa Sul-Americana. No domingo, às 19h, o time volta a campo para defender a vice-liderança do Campeonato Brasileiro contra o CSA, no Independência, pela sétima rodada.

O jogo

Apesar da pressão, Atlético fez um primeiro tempo muito desorganizado e criou poucas chances. Uma delas foi com Ricardo Oliveira, que desviou cruzamento de Luan, mas parou no goleiro Batalla, que tirou com a ponta dos dedos. Na sequência, o camisa 9 recebeu em velocidade e chegou a balançar as redes, mas o auxiliar anulou o gol assinalando impedimento.

Para segurar o empate, o La Calera abusava da cera e do excesso de faltas. Os jogadores do Atlético reclamavam com o árbitro uruguaio Daniel Fedorczuk, que só se limitou a chamar atenção dos atletas do time chileno.

No fim do primeiro tempo, Ricardo Oliveira caiu de mau jeito e machucou o ombro direito. O atacante voltou para o campo, mas não voltou para a etapa final e foi substituído por Alerrandro.

Apagado durante a etapa inicial, Cazares também foi sacado no intervalo pelo técnico Rodrigo Santana, que optou pela entrada de Chará.

Mesmo com as modificações, o Atlético continuou burocrático para atacar. O tempo passava e o time não conseguia chegar com perigo ao gol de Batalla. Vaiado pela torcida, Geuvânio foi substituído por Maicon Bolt.

Quando os torcedores começavam a perder a paciência, o Atlético encaixou um ataque e abriu o placar. Após enfiada de bola de Luan, o volante Elias avançou em velocidade pela esquerda e cruzou na medida para Alerrandro, de frente para o gol, emendar para as redes.

Ouça o gol na narração do ‘Caixa’ Mário Henrique:

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Com o resultado, a decisão da vaga nas oitavas de final estava indo para as cobranças de pênaltis.

No entanto, o gol não deu tranquilidade para o Atlético ir atrás do segundo para evitar as penalidades. Ainda sentindo dificuldades na criação das jogadas, o time só conseguiu chegar novamente com perigo no último lance da partida, quando Patric achou Alerrandro sozinho na área, mas o centroavante cabeceou por cima desperdiçando uma grande oportunidade de se consagrar.

Na disputa das penalidades, o La Calera abriu as cobranças, e Victor pegou o chute de Walter Bou. Ouça a narração da primeira defesa:

No lado alvinegro, Fábio Santos converteu e colocou o Galo na frente.

Na segunda batida, o camisa 1 defendeu também a cobrança de Leyton, desta vez com a perna esquerda, em lance que lembrou muito o pênalti defendido contra o Tijuana-MEX, na campanha vitoriosa da Copa Libertadores 2013. Luan marcou o segundo e deixou o Atlético mais perto da vaga.

Na terceira cobrança do La Calera, Larrondo também parou em Victor. Ouça a narração da terceira defesa!

Por fim, Léo Silva bateu muito bem e colocou o Atlético nas oitavas de final. Ouça o gol!

Atlético (3) 1 x 0 (0) Unión La Calera

Atlético: Victor; Patric, Léo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Elias, Geuvânio (Maicon Bolt), Cazares (Chará) e Luan; Ricardo Oliveira (Alerrandro). Técnico: Rodrigo Santana

Unión La Calera: Batalla; Vilches, Alvarado e Navarrete (Thomas Rodríguez); Andía, Laba, Leiva (Zúñiga), Lobos (Leyton) e Wiemberg; Walter Bou e Larrondo. Técnico: Francisco Meneghini

Motivo: jogo de volta – Segunda Fase da Copa Sul-Americana
Data: 28 de maio de 2019, terça-feira, às 21h30
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Gol: Alerrandro (24’/2º)

Gols na disputa por pênaltis: Fábio Santos, Luan e Léo Silva (Atlético)

Cartão Amarelo: Léo Silva (Atlético); Leyton (Unión La Calera)

Árbitro: Daniel Fedorczuk (URU)
Auxiliares: Miguel Nievas (URU) e Horacio Ferreiro (URU)

Público: 16.658 torcedores
Renda: R$ 205.060,00

 
Compartilhar via: