A greve dos transportadores de combustíveis de Minas foi suspensa na noite desta sexta-feira (26) pelo Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque-MG).

A decisão do fim do movimento ocorreu após reunião da diretoria do Sindtanque com o secretário de Governo do Estado, Igor Eto, e o de Planejamento do Estado, Otto Levy.

De acordo com o presidente do Sindtanque, Irani Gomes, as atividades voltaram ao normal imediatamente, após uma sinalização positiva do governo. “Esperamos que agora, com essa sensibilidade, o governo possa olhar para essa categoria que está tão sofrida devido ao aumento do óleo diesel que representa hoje mais de 60% do valor do frete”.

O governador Romeu Zema (Novo) anunciou pelo Twitter que o governo vai instalar, já na próxima semana, um grupo de trabalho, em conjunto com representantes das entidades ligadas à cadeia do combustível, para a busca de uma solução.

Durante toda a sexta-feira (26), motoristas enfrentaram filas enormes nos postos de Belo Horizonte e no interior para abastecer os veículos. Como resultado, vários postos acabaram com os estoques de gasolina e de álcool, e o trânsito ficou impraticável em diversos pontos da capital.

Em Coronel Fabriciano, o repórter Neto Medeiros esteve em alguns postos e conversou com consumidores que ficaram na fila:

Em Ipatinga, postos de combustíveis registram longas filas após anuncio de paralisação de caminhoneiros petroleiros. Durante a noite, o sindicato anunciou a suspensão da greve. Confira com o repórter Alan Souza:

De acordo com o presidente do Sindtanque, Irani Gomes, as atividades voltaram ao normal imediatamente

 

Compartilhar via: